Anterior1 de 2Próximo

O UFC 241 teve lugar em Anaheim, na Califórnia, e foi um evento cheio de ação. No combate principal vimos Stipe Miocic a tornar-se novamente campeão, Nate Díaz a voltar em força, e Yoel Romero e Paulo Costa a protagonizarem a Luta da Noite. O prémio Performance da Noite foi atribuído a Stipe Miocic e Khama Worthy.

Daniel Cormier vs Stipe Miocic

Em julho de 2018, o então campeão de peso meio-pesado, Daniel Cormier, subiu à categoria de peso-pesado para enfrentar o campeão Stipe Miocic. Miocic tinha batido o recorde de defesas de título na divisão (4). A 30 segundos do final da primeira ronda, Cormier acertou um cruzado de direita e nocauteou Miocic, tornando-se assim campeão de peso-pesado.

Desde então que Stipe Miocic tentou a desforra, e conseguiu-a passado pouco mais de um ano.

Cormier entrou no primeiro round a lançar vários pontapés à perna de Miocic. Conseguiu uma grande projeção, um slam, e levou assim a luta para o chão. Nesse aspeto esteve muito forte, procurou lançar golpes ao corpo e cabeça.

O segundo round baseou-se em boxe curto, ou seja, ambos lutadores a lançarem golpes a uma distância média. Ambos acertaram golpes limpos, isto é, sem que o adversário se preocupasse em defender.

No terceiro assalto, o boxe curto foi novamente o protagonista. Ainda lutaram no clinch, embora sem muita ação, e novamente no boxe curto Cormier lançou mais golpes que Miocic.

No quarto assalto, Miocic fez vários ajustes e voltou mais agressivo. Começou a lançar muitos ganchos ao fígado de Cormier, já cansado, e com o acumular desses golpes começou a magoar seriamente o campeão. Tanto magoou que depois de mais um gancho, acertou vários cruzados de direita e nocauteou Daniel Cormier.
O momento do nocaute de Cormier
Fonte: UFC

Stipe Miocic tornou-se assim novamente campeão de peso-pesado, numa luta que poderá ter sido a última para Daniel Cormier. Relembramos que o antigo campeão mencionou várias vezes que planeava retirar-se aos 40 anos, idade atual.

Anthony Pettis vs Nate Díaz

O UFC 241 marcou o tão esperado regresso de Nate Díaz. Depois de duas batalhas com Conor McGregor, Díaz tornou-se um favorito dos fãs: primeiro por ter conseguido derrotar a maior estrela do desporto; e segundo pelo seu estilo de luta e personalidade.

Anthony Pettis subiu pela primeira vez para o peso meio-médio para dar um novo rumo à carreira. A estreia na nova divisão não poderia ter corrido melhor para o antigo campeão de peso-leve: nocauteou Stephen Thompson no segundo assalto.

No primeiro round, a troca de golpes inicial foi muito técnica, ambos lutadores a estudarem um ao outro. Díaz conseguiu levar o combate para o chão, e esteve por cima e controlou muito bem as costas.

No segundo round, Pettis procurou lançar várias combinações, enquando Díaz pressionava imenso contra a jaula. No clinch Díaz esteve forte, pressionou e lançou um grande volume de golpes que cansaram Pettis.

No terceiro round, Díaz esteve muito bem no clinch e abanou Pettis várias vezes, quase conseguindo o KO devido aos joelhos lançados.

No final do combate os juízes atribuíram a vitória a Nate Díaz por decisão unânime: 30-27 (x2) e 29-28.

Nate Díaz celebra a vitória frente a Pettis
Fonte: UFC

Na entrevista pós-luta, Nate Díaz não escondeu a vontade de lutar contra Jorge Masvidal, referindo até que ele é um “gangster mas não é um gangster da costa oeste”.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários