Anterior1 de 3Próximo

O UFC 239 realizou-se este sábado, 6 de julho, e Jon Jones e Amanda Nunes mantiveram-se campeões. Jorge Masvidal aplicou um nocaute recorde em Ben Askren e Rockhold não teve a estreia desejada na nova divisão. O prémio Performance da Noite foi atribuído a Jorge Masvidal, Amanda Nunes, Song Yadong e Jan Blachowicz.

 

Jon Jones vs Thiago “Marreta” Santos

Jon Jones entrou para este combate como, obviamente, o grande favorito. O americano é o meio-pesado mais dominador da história, e as suas qualidades dentro do octógono falam por si. Então, mas como é que Thiago Santos podia surpreender?

O brasileiro vinha de quatro vitórias consecutivas, sendo que três delas foram finalizações. Tecnicamente não é melhor que Jones, nem luta de forma mais inteligente. O seu poder era a arma a utilizar.

Jones entrou no combate a lutar à distância, claro. Controlou o octógono e foi trabalhando a partir daí. Thiago sempre que lançava eram golpes significativos, em género de contra-ataque, e esteve muito bem neste aspeto. No fim da ronda pareceu ter lesionado a perna esquerda.

No segundo round Jones fez o mesmo jogo, mas esteve menos ativo. Thiago continuou a procurar lançar um maior número de golpes.

Na terceira ronda Thiago Santos acusou a lesão. Com isto Jones começou a ficar mais confortável e a capitalizar também o cansaço de Santos.

Na quarta ronda Jones esteve mais ativo, controlou mais o combate através da variação de golpes e da precisão dos mesmos.

Thiago Santos e Jon Jones trocam golpes
Fonte: UFC

Na quinta e última ronda Jones esteve pouco ativo. Thiago procurava, embora visivelmente lesionado, lançar golpes de forma a conseguir o nocaute, mas sem sucesso.

No final os juízes deram uma decisão divida a favor de Jon Jones: 48-47 (2x) Jones; 48-47 Santos.
Resta ver o que Jones quer fazer futuramente. No peso meio-pesado há as lutas contra Dominick Reyes ou Johnny Walker. Mas o interessante seria vê-lo a lutar em peso-pesado, talvez contra o vencedor do combate entre o eterno rival Daniel Cormier e Stipe Miocic.
Anterior1 de 3Próximo

Comentários