Cabeçalho modalidades

O meu artigo visa perceber o que se passa com a grande sensação do campeonato anterior– o CCRD Burinhosa–, que, nas temporadas anteriores, vinha registando um crescimento bastante notável, mas que não começou esta época da melhor maneira, estando no último lugar da tabela classificativa, com apenas um ponto em quatro jogos.

Costuma-se dizer que o treinador faz toda a diferença; e é verdade, pois o anterior timoneiro da formação de Pataias foi despedido devido aos incidentes registados junto ao bar do clube, em que atuais e antigos dirigentes se envolveram em lamentáveis cenas de pancadaria, o que levou ao pedido de demissão de Kitó Ferreira – também ele alvo de agressão na forma tentada. Ora, naturalmente que todo este clima de instabilidade que foi criado, e que terminou com a direção a aceitar o pedido do treinador no início de Outubro – em vésperas de começar o campeonato –, afetou o rendimento da equipa da Burinhosa, graças à excelente relação que tinham com o (até então) treinador.

Estou a dizer isto sem querer pôr em causa o valor do técnico atual, Alexandre Pinto, que também já pertencia à anterior equipa técnica como treinador adjunto. Só que essa questão extradesportiva não permite, para já, alcançar resultados de excelência, tal como a turma leiriense nos habituou nos recentes anos, desde a sua ascensão meteórica dos distritais até às meias-finais do principal escalão do futsal português, na temporada anterior.

Antigo adjunto de kitó Ferreira (segundo do lado esquerdo fila de cima) assumiu há um mês o comando da equipa da Burinhosa Fonte: Burinhosa
Antigo adjunto de kitó Ferreira (segundo do lado esquerdo fila de cima) assumiu há um mês o comando da equipa da Burinhosa
Fonte: Burinhosa

O treinador esteve presente nesta grande subida desde a época 2012/13 estando, portanto, nos anos mais felizes da equipa que orienta nos dias de hoje. Portanto, qualidade não lhe falta, tendo agora os adeptos da Burinhosa que ter alguma paciência para com o treinador, que precisa de algum tempo para pôr as suas ideias em prática. Bem sei que a época ainda agora começou, por isso vamos esperar para ver se este conjunto consegue dar a volta por cima, para bem da competitividade do nosso campeonato. Pessoalmente, gostaria bastante que tal acontecesse por ser uma equipa que joga um futsal bastante atrativo e que, nos seus melhores dias, é bem capaz de criar enormes dificuldades aos grandes tubarões da nossa liga.

Anúncio Publicitário

Foi sobretudo a partir da época anterior que passei a seguir a Burinhosa com mais atenção, passando a ter – quase de imediato – um carinho especial por eles, por ver a grande subida em poucos anos e também o grande à-vontade com que enfrentam as melhores equipas do futsal nacional, com um estilo de jogo bastante positivo. Espero, por isso, escrever mais um artigo a dar grande valor à forma como a Bury deu a volta por cima a esta situação delicada.

Foto de capa: Burinhosa