cab futsal

O jogo entre Portugal e Espanha terminou com uma claríssima vitória espanhola, por 8-4. Portugal entrou em campo apático, a jogar um mau futsal, a defender mal e a não conseguir contrariar o elevado caudal ofensivo do adversário.

Aos sete minutos, a equipa portuguesa já estava a perder por 3-0, mostrando o fraco jogo efetuado. Portugal reagiu, chegando à diferença mínima (3-2), mas a avalanche ofensiva da seleção “roja” continuava a fazer estragos na baliza de João Benedito. O jogo foi para intervalo com a seleção das Quinas a perder por 6-2, resultado impressionante, que mostra bem as claras falhas defensivas nacionais e a boa finalização dos espanhóis.

No segundo tempo, os rapazes lusitanos melhoraram um pouco e conseguiram reduzir para 3-6. Jorge Braz, sem nada a perder, arriscou o 5 para 4, e Joel Queiroz ainda reduziu para 4-6. Contudo, a superioridade espanhola voltava a impor-se, e os “nuestros hermanos” marcaram mais dois golos, estabelecendo o resultado final em 8-4. Foi um jogo mal conseguido pelos nossos jogadores, um jogo em que Portugal defendeu mal, falhou algumas oportunidades de golo, ofereceu muito espaço ao adversário e, quando este é a tão poderosa Espanha, as oportunidades culminam em golos. De realçar as boas exibições de João Benedito, na primeira parte, e de Cristiano, na segunda, que fizeram belíssimas defesas.

 Fonte: Uefa.com
Festejos dos espanhóis após mais 1 golo da sua selecção
Fonte: Uefa.com

O jogo entre a Rússia e a Itália foi de altíssimo nível, tendo terminado numa justa vitória dos italianos por 3-1. Confesso que não estava à espera deste resultado, devido ao consistente Europeu que a Rússia estava a realizar, mas a Itália realizou um jogo soberbo.

Anúncio Publicitário

Ao intervalo, a seleção transalpina vencia por 3-1, resultado que, até ao final da partida, não se alterou. Apresentou um jogo coeso, forte defensivamente, causando algumas oportunidades de golo, e o resultado poderia ter sido outro. A Itália controlou e anulou as investidas dos russos, que não estavam claramente nos seus melhores dias. Jogaram mal, de forma desorganizada e nervosa, mostrando uma faceta que, até então, não tinha estado visível.

Concluindo, a Itália foi uma justíssima campeã, devido ao regular Europeu que realizou.

Mammarella, guarda-redes de topo que ajudou e muito a Itália a conquistar o título de campeã da Europa em futsal. Fonte: Uefa.com
Mammarella, guarda-redes de topo que ajudou e muito a Itália a conquistar o título de campeã da Europa em futsal
Fonte: Uefa.com

 

Destacaram-se jogadores como Éder Lima, Ricardinho, Mammarella, Gabriel Lima, Sérgio Lozano e Fernandão.

Para mim, na seleção das Quinas, destacou-se o fora de série Ricardinho, o enorme guarda-redes João Benedito e os belíssimos pivôs Joel Queiroz e Cardinal.

Foi um Europeu de Futsal espetacular, com resultados surpreendentes, nomeadamente a derrota da Espanha com a Rússia, pondo assim fim à hegemonia espanhola. A derrota de Portugal diante da Espanha também foi algo surpreendente, devido à diferença no marcador e ao péssimo jogo realizado.

Este Europeu ajudou a conquistar, de certeza absoluta, mais adeptos para esta magnífica modalidade que é o futsal. De realçar a boa organização do mesmo e a péssima escolha da bola, devido ao contraste horrível que fazia com a quadra.

Campo do jogo. Fonte: Jrsportsfutsal.blogspot.com
Campo do jogo
Fonte: Jrsportsfutsal.blogspot.com