cab futsal

O Europeu de 2014 começa na próxima semana e as expetativas depositadas na seleção das quinas são extremamente altas.

Com vista à preparação para o Europeu, Portugal estagiou em Rio Maior, onde efetuou dois jogos frente à Turquia. Em ambos os jogos saiu vitorioso por, respetivamente, 8-3 e 6-1. Foram duas boas exibições, principalmente no segundo jogo no qual demonstrou mais qualidade e equilíbrio.

A lista de 15 jogadores convocados pelo selecionador Jorge Braz mostra consistência e maturidade. Para algumas pessoas a não inclusão de Marinho ou a inclusão de Cardinal foram claramente uma surpresa. Destes 15 jogadores só 14 irão à Bélgica.

O jogador excluído da convocatória foi o ala do Sporting, Paulinho. Percebe-se a não integração do ala devido ao elevado número de jogadores para a respetiva posição. Apesar de Paulinho ser um jogador bastante veloz, não discordo da escolha de Jorge Braz.

O selecionador nacional justificou a não convocatória de Marinho devido ao facto de ele não estar na melhor forma física e porque outros jogadores se apresentam com uma maior consistência e melhor fisicamente.

Relativamente à chamada de Cardinal, concordo a 100% visto ser um pivot completo, um verdadeiro artilheiro, um jogador com números impressionantes e possuidor de grande maturidade.

Recordo que na seleção, em 70 jogos, marcou 47 golos. Ao serviço do Rio Ave (equipa mediana) marcou cerca de 29 golos na fase regular, tendo sido o melhor marcador da época 2012/2013, apesar de ter estado lesionado grande parte da época. Atualmente encontra-se sem clube, daí a “polémica” na sua chamada.

www.futsalplanet.com
www.futsalplanet.com

Eis a lista de convocados:

Guarda-redes: André Sousa (AD Fundão), Cristiano (Sporting CP) e João Benedito (Sporting CP);

Fixos: Gonçalo (SL Benfica) e João Matos (Sporting CP):

Alas: Arnaldo (Nikkars), Bruno Coelho (SL Benfica), Pedro Cary (Sporting CP), Pedro Costa (Nagoya Oceans), Ricardinho (Inter Movistar) e Ricardo Fernandes (SL Benfica);

Pivôs: Cardinal, Joel Queirós (SL Benfica) e Leitão (Acqua & Sapone).

Relativamente aos guarda-redes, Portugal apresenta-se bastante forte, com João Benedito e Cristiano a surgirem como os principais candidatos ao lugar, sem querer tirar mérito ao bom guarda-redes do Fundão, que no passado fim-de-semana defendeu duas grandes penalidades frente ao Sporting, contribuindo para a qualificação da sua equipa.

O selecionador português afirmou que “Cristiano é excelente nas transições, tem muita competência, joga bem com os pés”, mas eu aposto na titularidade de João Benedito devido a toda a sua experiência e inqualificável qualidade.

Os dois jogadores para a posição de fixo têm enorme qualidade, experiência e maturidade. Ambos são jogadores agressivos (no bom sentido) e estão numa boa forma física.

A posição mais abundante – daí a saída de Paulinho do leque de escolhidos – é a de ala, com jogadores muito diferentes entre si, todavia de enorme capacidade.

Arnaldo é um jogador que transpira experiência e competência, tendo já representado Portugal por 171 vezes e apresentando-se como uma mais-valia para a nossa seleção. Bruno Coelho está em excelente forma ao serviço do Benfica, está motivado e tem um comportamento exemplar.

Pedro Carry é um jogador que cumpre a sua função com eficiência, defende bem e apresenta um remate colocado e forte.

Pedro Costa, jogador de 35 anos que atua no Nagoya Oceans do Japão, regressa à seleção passados 4 anos (renunciou à seleção em 2010). Apresenta-se extremamente motivado e joga de forma muito competente e inteligente. A sua experiência tanto a nível de seleção, como clubística, é um benefício para a equipa portuguesa.

Ricardinho é um jogador que dispensa apresentações. Está entre os melhores do Mundo, tem um talento invejável, altos níveis de maturidade, dá tranquilidade a qualquer treinador, sendo capaz de resolver qualquer jogo. Não terá sido por acaso que Jorge Braz afirmou que “o Ricardinho é o Cristiano Ronaldo do futsal”.

Ricardo Fernandes rumou esta época ao Benfica proveniente do Freixieiro e apresenta-se como mais uma solução para a posição de ala.

Relativamente aos três pivôs, são todos de altíssimo nível. Joel Queiroz é um jogador fora de série – em 134 jogos pela seleção marcou 103 golos, demonstrando a sua enorme veia goleadora. Leitão é um jogador muito forte no passe, tem alguma velocidade e defende relativamente bem. Como referi anteriormente, Cardinal é um jogador que admiro muito tanto pelas grandes exibições que fez ao serviço do Sporting, bem como pelas que protagonizou ao serviço do Rio Ave e da seleção – é um atleta com características únicas que julgo ser muito importante para a seleção neste Europeu.

radiopernes.pt
Os jogadores da seleção em preparação para o Europeu / Fonte: Radiopernes.pt

O UEFA Futsal Euro´2014 disputa-se de dia 28 de Janeiro a 8 de Fevereiro em Antuérpia, na Bélgica.

Quinta-feira, dia 30 de Janeiro, Portugal defronta a Holanda, equipa difícil, que irá usar as suas armas para anular o jogo da seleção portuguesa. No sábado, dia 1 de Fevereiro, Portugal defronta a Rússia. O jogo diante da Rússia é, sem dúvida alguma, o mais difícil da fase de grupos devido ao fortíssimo plantel de esse adversário que dispõe, bem como à qualidade individual dos seus jogadores.

Para passar à fase seguinte, Portugal tem de vencer obrigatoriamente a Holanda. Recordo que passam à próxima fase os 2 primeiros classificados do grupo, sendo que seria extremamente importante e motivador que Portugal obtivesse a 1ª posição. Por isso, frente à Rússia Portugal terá de apresentar o seu jogo ao mais alto nível e anular o jogo da equipa adversária.

Comentários