Anterior1 de 3Próximo

No dia 8 de abril, soube-se o futuro próximo do Futsal, pelo menos o do português: todas as competições foram dadas como concluídas. Devido à pandemia COVID-19, não estão reunidas as condições para as competições retomarem e, desta forma, a FPF declarou o fim das mesmas e também que não haverá campeões, subidas ou descidas. Certo é que a bola só vai começar a rolar nas quadras portuguesas na próxima época de 2020/21. E agora? É a questão que muitos devem estar a fazer…

A verdade é que para além do “e agora?” surgem, pelo menos, duas questões específicas muito importantes: a ida à UEFA Futsal Champions League de dois clubes e as subidas dos clubes que tinham pretensões a isso. Ao longo do artigo, olharemos em específico para cada uma delas, que estão em análise por parte da FPF também.

QUEM SÃO OS REPRESENTANTES PORTUGUESES NA EUROPA?

Desde que a UEFA Futsal Champions League sofreu alterações, há duas vagas para clubes portugueses e que, normalmente, são ocupadas por Sporting CP e SL Benfica. Porém, já houve a oportunidade de ver o SC Braga/AAUM na antiga UEFA Futsal Cup, juntamente com os leões. Apesar de os dois clubes lisboetas serem os mais fortes candidatos a estes lugares, quem não nos diz que podia haver outra surpresa como em 2017/18?

A problemática que pode aparecer é exatamente os poucos argumentos financeiros dos restantes clubes, à exceção de Sporting CP, SL Benfica e SC Braga/AAUM, para suportar uma aventura europeia. Sim, é verdade, mas ninguém os tira a possibilidade de chegarem à Final do play-off nacional e, consequente, ida às competições europeias. Já lá chegou a AD Fundão e o SC Braga/AAUM, logo, não é algo que seja impossível. Aqui, a FPF terá de ter muito cuidado quanto à sua decisão final no sentido em que era possível qualquer um clube dos oito nos play-off chegarem à Final.

Anúncio Publicitário

De relembrar ainda que todas as competições da UEFA, ou relacionadas à mesma, continuam adiadas – em especial, a UEFA Futsal Champions League, que devia voltar a 24 e 26 de abril – até ordem ao contrário por parte do órgão que coordena a modalidade na Europa.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários