Hungria 1-2 Ucrânia: Terceiro lugar europeu de azul e amarelo

    - Advertisement -

    modalidades cabeçalho

    A CRÓNICA: TYTOVA E COMPANHIA PARA O TERCEIRO LUGAR

    Foi o encontro que, numa competição deste gabarito, ninguém quer jogar. Depois de perderem os respetivos jogos frente a Portugal e Espanha, a Hungria e a Ucrânia disputar o terceiro lugar do Campeonato Europeu de Futsal feminino, em Gondomar.

    A toada ofensiva, desde o início do encontro, esteve completamente do lado da Ucrânia, com uma Hungria muito reticente nas transições. À semelhança do jogo com Portugal, as húngaras voltaram a enfrentar um jogo de sentido único: o do adversário.

    O golo apareceu praticamente a meio da primeira metade, com Ruban a assistir para o golo de Yuliya Tytova. A confusão da equipa húngara e a falta de comunicação na defesa levaram ao abrir do marcador, sem qualquer surpresa.

    Aliado ao jogo difícil que a Hungria estava a criar para e por si própria, o número de faltas cometidas começou a acumular de forma estonteante por parte da Ucrânia, dificultando ainda mais o plano das húngaras.

    Terminada a primeira parte, acreditava-se que a segunda fosse algo similar. E assim foi. Muito poucos minutos após o recomeço da segunda metade, Volovenko colocou o esférico no fundo das redes de Torma, depois de um canto muito bem batido por Tytova, para concretizar o segundo golo das ucranianas.

    Acabou por ser mais do mesmo. Um ritmo de jogo estanque, sem grande emoção, num duelo que permanecia a pender para a Ucrânia. Não existia uma reação húngara para lá da passividade e tentativa de jogar na profundidade, com o intuito de possivelmente surpreender as adversárias, mas parecia impossível.

    Lilla Torma viu-se obrigada a abandonar o terreno de jogo por lesão, depois de uma falta de Sofiia Ruban. A guarda-redes húngara saiu mesmo maltratada do pé e acabou por ser um final inglória para a jogador mais importante da Hungria. O Bola na Rede deseja as melhoras e uma rápida recuperação a Lilla Torma!

    A pouco menos de quatro minutos, estavam assinaladas cinco faltas para cada lado. A Hungria aproveitou essa lacuna e optou por alinhar num cinco para quatro, chegando mesmo ao golo! Viktória Horváth conseguiu rematar para o fundo das redes de Viktoriia Shaidachna e diminuiu a vantagem ucraniana apenas para um golo.

    Restava apenas um minuto para se conhecer o desfecho deste duelo e quem ficaria com o bronze na competição – e foi mesmo a Ucrânia. A superioridade durante a totalidade da partida, à exceção dos cinco minutos finais, foi um fator fulcral para este terceiro lugar.

     

    A FIGURA

    Yuliya Tytova – Dinamizadora e uma das jogadoras mais importantes na vitória da Ucrânia para alcançar o terceiro lugar no Campeonato Europeu de Futsal feminino. Não fez parte do cinco inicial, mas jogou como verdadeira titular. Entrou e fez a diferença – tanto no jogo, como no marcador.

     

    O FORA DE JOGO

    Hungria x Ucrânia Futsal Feminino
    Fonte: UEFA

    Hungria – Mais uma vez, à semelhança do sucedido no duelo frente a Portugal, a Hungria continuou abaixo daquilo que o nível de jogo recomendava. Ainda que com algumas melhoras, não foi o suficiente para chegar perto da Ucrânia.

     

    ANÁLISE TÁTICA – HUNGRIA

    A equipa da Hungria encarou este jogo da mesma perspetiva que encarou o jogo frente a Portugal. As húngaras permaneciam a jogar num ataque em profundidade, apesar de bastante temporizado, com as transições defensivas com pouca pressão e muita apreensão.

    Para surpresa, a Hungria optou por aplicar um 5×4 nos cinco minutos finais da partida, que ainda levou à concretização de um golo por Horváth.

    CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

    Lilla Torma (6)

    Diána Fulop (5)

    Viktória Horváth (5)

    Tóth Nora (5)

    Krascsenics Csilla (6)

    SUBS UTILIZADAS

    Annamária Hargas (6)

    Kitti Szalkai (5)

    Folk Zsuzsanna (6)

    Gabriella Kota (5)

    Adél Varga (6)

    Fábián Rebeka (6)

    Uveges Katalin (6)

    Gabriella Csepregi (6)

     

    ANÁLISE TÁTICA – UCRÂNIA

    A rapidez nas transições ofensivas, uma Yuliya Tytova inspirada e a percentagem de posse de bola tornavam este jogo algo mais facilitado para a Ucrânia, aliado às incapacidades e processos lentos efetuados por parte da Hungria.

    CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

    Viktoriia Shaidachna (7)

    Kseniia Hrytsenko (6)

    Oleksandra Skybina (6)

    Iuiliia Forsiuk (6)

    Iryna Dubytska (6)

    SUBS UTILIZADAS

    Snezhana Volovenko (7)

    Khrystyna Yeromenko (6)

    Sofiia Ruban (7)

    Yuliya Tytova (7)

    Kseniia Burlachenko (6)

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Quinta dos Lombos 0-3 SL Benfica: E é dos encarnados, ao sabor do samba!

    A CRÓNICA: SIMPLICIDADE NOS PROCESSOS SAGRA SL BENFICA COMO...

    Além de Porro, há mais um defesa a chegar ao Tottenham

    É defesa central e vem da Bundesliga. Depois de...

    Fora do Ringue #15 – WWE Royal Rumble 2023

    NOVO PODCAST "FORA DO RINGUE" SOBREA ATUALIDADE DA WWE...

    Há chicotada psicológica na Segunda Liga

    A saída foi oficializada há instantes. Filipe Rocha e...

    PSV tem tudo acertado com Hazard

    Depois de Fábio Silva, a formação neerlandesa quer continuar...
    Andreia Araújo
    Andreia Araújohttp://www.bolanarede.pt
    A Andreia é licenciada Ciências da Comunicação, no ramo de Jornalismo. Depois de ter praticado basquetebol durante anos, encontrou no desporto e no jornalismo as suas maiores paixões. Um dos maiores desejos é ser uma das vozes das mulheres no mundo do desporto e ambição para isso mesmo não lhe falta.
    Bola na Rede