Mais um craque do futsal nacional que, em fim de carreira, opta por continuar a jogar e não se importa de descer um ou mais “degraus” (em bom rigor, continuar a sua trajetória em escalões inferiores).

Depois de ser conhecida a ida de Arnaldo Pereira para São João de Ver, eis que o “eterno” pivot português Joel Queirós, detentor de um pé esquerdo demolidor e de uma capacidade de finalização incrível, decide seguir para o Póvoa Futsal Clube/Varzim Sport Club aos 38 anos, mas ainda com uma capacidade finalizadora difícil de igualar em Portugal.

Após uma experiência de três temporadas no MODICUS Sandim, onde provou a sua apetência para fazer balançar as redes adversárias, o jogador irá levar toda a sua experiência e qualidade para o emblema poveiro, ao serviço do qual irá certamente figurar na lista dos melhores marcadores.

O reforço mais sonante nesta janela de transferências do emblema poveiro
Fonte: Póvoa Futsal Clube/Varzim Sport Club

Claro que a idade já avançada do jogador 143 vezes internacional português faz com que algumas características, nomeadamente físicas, já não sejam tão fortes. Mas Joel ainda mantém o instinto matador. Depois da equipa oriunda da Póvoa de Varzim ter estado duas temporadas no escalão máximo (2013/14 e 2014/15), a aposta para 2020/21 parece-me clara: usar o talento óbvio, a experiência e o enorme saber de Joel Queirós para o tornar numa extensão do treinador em campo e num líder no balneário. O jogador pode ajudar, assim, o Póvoa a regressar à alta roda do futsal em Portugal, no ano da estreia da parceria entre o Póvoa Futsal Clube e uma das equipas históricas do futebol português, o Varzim Sport Club.

Anúncio Publicitário

Pessoalmente, estou muito curioso para ver se este projeto ousado irá dar resultado, e se iremos voltar a ter futsal ao mais alto nível na bela cidade da Póvoa da Varzim. Parecemos ter o futuro bem assegurado, no que diz respeito à posição específica de pivot. Isto porque vemos, cada vez mais, o aparecimento de jovens com muito valor e que se assumem como os melhores marcadores do campeonato – por exemplo, Ludgero Lopes (22), Júnior (21) ou o super talentoso jogador que vimos a atuar nessa posição no campeonato europeu sub-19, Hugo Neves (20). Mas é sempre bom ver que os jogadores lendários como Joel ainda não têm intenções de encerrar a sua brilhante carreira, cujo ponto alto foi o título europeu pelo SL Benfica em 2010.

Foto de Capa: AD Modicus

Artigo revisto

Comentários