Cabeçalho modalidades

A primeira parte decorreu de maneira bastante intensa, com a vantagem a pender para o Benfica, com o resultado de 2-1 favorável às águias. Os golos da equipa de Joel Rocha foram apontados pelo grande reforço desta temporada, o pivot brasileiro Elisandro, que mostrou que pode vir a ser uma enorme mais-valia no seio do plantel benfiquista, com duas finalizações plenas de oportunidade. O Sporting bem tentou chegar ao intervalo com, pelo menos, um empate, mas esbarraram sempre ora contra o poste ora contra o guardião encarnado, Bebé, que fez uma série de intervenções importantes para conservar a vantagem até ao término da primeira metade.

A etapa complementar seguiu um pouco na mesma toada, com os verde e brancos a criarem ocasiões mais ou menos claras para poder anular a vantagem, mas o certo é que foi o Benfica a chegar aos dois golos de vantagem, através do estreante Elisandro, que fez assim o hat-trick.

Caio Japa ainda reduziu e deu esperanças ao conjunto leonino, mas a vitória sorriu mesmo ao Benfica, que foi bastante mais eficaz que o seu rival no jogo de hoje. Começa assim bastante bem a época dos encarnados, que saem de Loulé com a Supertaça na bagagem e com o primeiro round ganho ao seu eterno rival.

Um dos grandes heróis do jogo, ao marcar os três golos, o brasileiro Elisandro Fonte: SL Benfica
Um dos grandes heróis do jogo, ao marcar os três golos, o brasileiro Elisandro
Fonte: SL Benfica

Antes de finalizar quero só deixar uma palavra de grande admiração pelo novo pivot dos encarnados, que fez uma primeira parte magnífica e só não fez uma segunda parte tão boa porque acusou algum desgaste, algo perfeitamente normal tendo em conta que estamos a começar a nova temporada, mas do que deu para ver a posição mais avançada está muito bem entregue ao “imperador”. Significa mais uma contratação de peso para o Benfica e para melhorar ainda mais o futsal português.

Anúncio Publicitário

De resto, quero só deixar uma palavra de apreço pela exibição leonina, que em função das oportunidades criadas teve mais que o seu adversário, faltando só a eficácia, devido à esplendorosa exibição do guarda-redes Bebé, que celebrou de forma efusiva no fim pois sentiu que ele foi o grande “culpado” da vitória, com as suas defesas fantásticas sempre que foi necessário.

Foto de capa: SL Benfica

Artigo anteriorTop 10: Jogadores à espreita da seleção nacional
Próximo artigoGestão de Esperanças
Estuda economia em Coimbra, mas não deixa de prestar especial atenção ao que se passa no universo do desporto. O desporto preferido é Ténis, mas não perde uma oportunidade de acompanhar a Académica e o Benfica nas mais variadas modalidades.                                                                                                                                                 O Eduardo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.