Foi preciso prolongamento, mas os leões venceram o primeiro encontro da Final do Campeonato de Futsal e anularam a vantagem caseira do SL Benfica, colocando-se num bom caminho para o título.

Num jogo equilibrado e emocionante, o Sporting entrou melhor e aproveitou a capacidade ofensiva do seu guardião Guitta para fazer a diferença, com o brasileiro a apontar os dois primeiros tentos do encontro e levar o jogo para intervalo em 0-2.

As águias responderam de imediatamente a seguir ao reatamento, com primeiro André Coelho e depois Fits a restabelecer a igualdade na partida.

O Sporting voltaria a colocar-se na dianteira por Cardinal, mas seria uma vantagem de curta duração, já que Miguel Ângelo rapidamente reagiu para empatar no minuto seguinte.

Anúncio Publicitário

Com 3-3 no final do tempo regulamentar, a partida foi para o prolongamento, onde, mais uma vez, foi o Sporting a entrar melhor e a voltar a colocar-se na dianteira, com João Matos a marcar logo a abrir. Erick também fario o gosto ao pé para voltar a colocar os leões na frente por dois golos e as águias não conseguiram mais que diminuir para o 4-5 final por Fernandinho.

Guitta foi a estrela da primeira partida
Fonte: UEFA

Se já falamos da produtividade ofensiva de Guitta, temos também de mencionar as suas várias intervenções de qualidade a defender. O guardião verde e branco é um dos melhores jogadores do mundo e pode ser uma força desiquilibradora nesta final. Pelo menos no jogo 1 já o foi.

Os outros dois grandes destaques desta primeira partida foram a capacidade do Sporting de nunca estar em desvantagem, ainda para mais jogando fora, e a já falada questão de anular a vantagem do Benfica de fazer três jogos em casa.

O Benfica não esteve mal e o título está longe de estar decidido, mas as finais vencem-se nestes pormenores e, aí, o Sporting esteve claramente superior, pelo que os encarnados têm de melhorar se querem dar a volta a esta série.

Foto de Capa: Carlos Silva/Bola na Rede

Comentários