O campeonato nacional conheceu esta semana mais uma edição do dérbi lisboeta, concluído com um empate a um golo, num jogo nem sempre bem disputado mas com a intensidade de sempre e onde a emoção e incerteza no marcador se manteve até aos segundos finais.

O resultado prático do encontro foi a manutenção do atual estado na tabela classificativa, onde o Sporting CP mantém a sua vantagem de dois pontos sobre o eterno rival. Já só faltam quatro partidas para terminar a fase regular e não é expectável que o Sporting CP e o SL Benfica percam mais pontos, ou pelo menos o atual líder, pelo que provavelmente a tabela irá manter-se inalterada no que diz respeito aos dois primeiros lugares.

Atenção que o Sporting ainda tem alguns jogos de nível de dificuldade elevado, com especial destaque para o encontro de 30.ª jornada, em Ponte de Sôr perante o Elétrico FC logo, apesar de pouco provável, o caminho leonino ainda tem algumas possíveis armadilhas às quais os comandados de Nuno Dias terão de estar atentos.

A grande vantagem de acabar esta fase na liderança prende-se com a final do play-off, um eventual quinto jogo para a final de apuramento de campeão será disputado em casa do primeiro classificado, algo que com casa cheia de público e efusivo no apoio à sua equipa criaria um ambiente bastante hostil ao clube visitante. Mas nem sempre esse fator se revela decisivo, pois os executantes de ambos os lados estão entre os melhores do mundo e a sua larga experiência em jogos com esta exigência permite que eles se sintam imunes a essa pressão.

Anúncio Publicitário
Ainda custa ver um jogo de futsal sem um dos seus principais elementos: o público
Fonte: SL Benfica Modalidades

Ainda ninguém consegue prever o que irá suceder no próximo mês, quanto mais na altura dos jogos decisivos, pelo que ainda é uma incógnita se o público irá estar no pavilhão, mas mesmo que esse cenário se concretize, o número de espetadores permitido será inferior à capacidade máxima dos Pavilhões, pelo que o ambiente não será igual a outros anos, mas os jogadores que apenas esta época chegaram aos dois principais clubes portugueses nunca puderam sentir o ambiente fervoroso de um dérbi, com um pavilhão João Rocha ou um pavilhão da Luz lotados.

Evidentemente que o público faz falta em todos os pavilhões, este exemplo serviu apenas para descrever o dérbi da segunda circular, considerado um dos melhores encontros de futsal em todo o mundo. A empolgante luta pelos lugares de acesso ao play-off e para evitar a despromoção ao segundo escalão ficarão para um futuro artigo, onde será dado o merecido destaque às equipas envolvidas.

Foto de Capa: Carlos Silva/Bola na Rede

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome