Cabeçalho modalidades A última tarde da Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup abriu com o jogo de maior interesse para as contas do grupo. Nacional Zagreb FC e FP Halle-Gooik discutiam entre si o segundo lugar da classificação, uma vez que o Sporting CP já tinha garantido o apuramento para a segunda final-four consecutiva e terceira nos últimos quatro anos.

O Halle-Gooik começou o jogo com maior domínio, e com dois jogadores em particular destaque: Zamarello e Rafael Teixeira. O guardião italiano conseguia estar sempre em todo o lado e foi a figura maior da primeira parte; já o número 17 dos belgas foi o marcador dos dois primeiros golos da partida – um deles após uma boa assistência de Leitão – e fez o resultado com que se chegou ao intervalo.

Um resultado injusto para o Nacional Zagreb, que foi mais perigoso mas esbarrou na qualidade de Zamarello. A segunda parte da partida começou com igual toada, remate perigoso da equipa croata para mais uma excelente intervenção do guardião italiano da equipa do Halle-Gooik.

A partida continuou em ritmo morno, com o Nacional Zagreb a mostrar-se uma equipa intranquila, falhando vários passes e até alguns remates fáceis. André Gomes foi o perfeito exemplo dessa falta de acerto, perdendo uma boa oportunidade para reduzir a diferença e trazer mais interesse à partida.

Fonte: Bola na Rede
Fonte: Bola na Rede

Com doze minutos para jogar no João Rocha, uma perda de bola infantil na defesa croata acabou com uma grande penalidade para os adversários. Na conversão, Gréllo não facilitou perante Pavlic e aumentou para 3-0.

Anúncio Publicitário

Logo a seguir, o momento polémico da partida; Xuxa Zamarello defende, aparentemente, a bola para lá da linha de golo mas nenhum dos dois juízes da partida assinala golo. A equipa do Nacional Zagreb fica a protestar e no contra-golpe os belgas marcam. Contudo, o golo dos belgas acabou por não ser validado também, uma vez que o jogo se encontrava interrompido para assistência ao guarda-redes do Halle-Gooik.

Até ao final da partida, e já com André Gomes em campo, o Nacional Zagreb arriscou mais e acabou por conseguir reduzir a desvantagem, através de Juan Puertas.

Uma vitória justa da equipa belga, que se mostrou mais madura e que soube aproveitar as falhas da equipa adversária que tem tudo para evoluir no panorama do futsal europeu.