Cabeçalho modalidades

Fátima Moreira de Melo é uma lenda do hóquei. É uma das jogadoras mais conhecidas na Holanda e não só. Como o seu nome denuncia, Fátima tem ascendência portuguesa. Nascida a 4 de julho de 1978 em Roterdão, Fátima é filha de um diplomata português e estudou Direito.

Iniciou o seu percurso no hóquei em 1997 e ingressou na equipa nacional holandesa onde se destacou desde cedo. Nos Jogos Olímpicos de Sidney em 2000, Fátima e a sua equipa da seleção holandesa conquistaram a medalha de bronze. Após terminarem em terceiro lugar do grupo nas primeiras duas fases, a equipa holandesa classificou-se para disputar o bronze contra a Espanha. Fátima e a restante seleção holandesa derrotaram a seleção espanhola por 2-0, arrecadando a medalha de bronze.

Este foi apenas o início de importantes vitórias no percurso de Fátima. Novamente nos Jogos Olímpicos, mas desta vez em Atenas em 2004, a seleção holandesa chegou às semifinais, após terminar a fase de grupos do torneio em primeiro lugar, com quatro vitórias em quatro jogos. A semifinal foi disputada entre os Países Baixos e a Argentina, tendo a equipa de Fátima passado à final com a vitória de 4-2. Na final, a seleção holandesa perdeu contra a Alemanha por 2-1, arrecadando a medalha de prata.

Em 2006 participou na 11ª edição do Women’s Hockey World Cup e juntamente com a sua equipa, sagraram-se campeãs mundiais. Ainda em 2006, foi eleita Rotterdam Sportswoman of the Year, uma votação anual organizada pela cidade de Roterdão que premeia o atleta do ano que tenha nascido ou vivido naquela cidade. Em 2007 venceu o Women’s Hockey Champions Trophy com a seleção holandesa, derrotando a Argentina por 1-0 na final.

Anúncio Publicitário

Apesar de todas estas vitórias, havia algo que Fátima ainda não tinha atingido, o ouro nas olimpíadas. Nos Jogos de Pequim de 2008, Fátima e a sua equipa tiveram a sua hipótese. A seleção holandesa terminou a fase de grupos em primeiro lugar e na semifinal os Países Baixos golearam a Argentina por 5-2. A final disputada com a seleção anfitriã chinesa terminou com a vitória de 2-0 para as holandesas. Fátima arrecadou finalmente a tão desejada medalha de ouro.

Tendo chegado ao auge da sua carreira como atleta de hóquei, Fátima retirou-se dos campos. Com o espírito curioso e vontade de se desafiar a si própria, Fátima apostou em áreas muito diversas. Desde apresentadora de televisão, cantora, atriz, ou até mesmo vencedora da edição Benelux do programa Survivor, parece que há pouca coisa que Fátima não saiba fazer.

Atualmente, Fátima pertence à Team PokerStars SportsStars e tem tido resultados fantásticos. Como quase todos os jogadores profissionais de poker, Fátima começou a jogar com amigos e passados quatro anos recebeu o convite para se tornar profissional. Habituada à alta competição no hóquei, decidiu aceitar mais um desafio. Mas estes dois desportos exigem características e competências muito diferentes e “do hóquei em campo levou para as mesas de poker a impulsividade e a agressividade, nem sempre as melhores conselheiras num jogo que exige paciência e sentido de estratégia”.

Fátima é uma mulher naturalmente competitiva e que se empenha em tudo o que faz, assim não é de estranhar mais este sucesso na sua carreira. Já arrecadou mais de 400 mil euros em torneios ao vivo e recentemente venceu o torneio feminino do PokerStars Championship Bahamas.

Foto de capa: Wikipédia