A CRÓNICA: BOM JOGO COLETIVO DÁ GOLEADA

Esta quinta-feira realizou-se o duelo em atraso da quarta jornada do Campeonato de Hóquei em Patins, entre o FC Porto e HC Braga. Duas equipas que, até ao momento, estão aquém na classificação atual da competição.

Os azuis e brancos entraram fortes e puseram-se cedo em vantagem. Antes dos três minutos, Gonçalo Alves inaugurou o marcador de livre direto. No entanto, os visitantes responderam também de bola parada. Na conversão de uma grande penalidade, Ângelo Fernandes bateu Xavier Malián e voltou a empatar a partida. Gonçalo Alves viria a bisar ainda na primeira parte na sequência de um penálti.

O domínio do FC Porto continuava e acabaram por alargar a vantagem no marcador, ainda antes do intervalo. Rafa e Ezequiel Mena finalizaram duas boas jogadas de envolvimento coletivo e fizeram o terceiro e quarto golos do FC Porto no Dragão Arena.

A segunda parte chegou, mas o FC Porto não tirou o pé do acelerador 5-1. Só com Leonardo Pais pela frente, Xavier Barroso fez um golo de belo efeito ao picar a bola por cima do guardião forasteiro. Já a meia dúzia saiu do stick de Gonçalo Alves, que chegou ao hat-trick, o primeiro de bola corrida. Nos últimos minutos, o HC Braga ainda reduziu de 6-1 para 6-3, mas os anfitriões restabeleceram a diferença de cinco golos.

Anúncio Publicitário

Vitória justa para o FC Porto que fica em terceiro lugar a um ponto do Benfica e do Sporting (menos um jogo realizado).

A FIGURA

Fonte: FC Porto Sports

Gonçalo Alves – O avançado do FC Porto esteve exímio nas bolas paradas e nas combinações com os colegas e que resultaram em vários tentos. Essencial na goleada, acabou por fazer um hat trick.

O FORA DE JOGO

Defesa do HC Braga – É verdade que o FC Porto apresentou uma boa dinâmica no ataque. No entanto, a defensiva bracarense devia ter feito melhor, através do aumento de pressão sobre o ataque portista e do melhor posicionamento dos jogadores. O treinador Hugo Azevedo tem muito trabalho ainda para fazer.

 

ANÁLISE TÁTICA – FC PORTO

Com um ataque que rodava pelos quatro jogadores em campo, os dragões tentaram apostar no controlo da posse de bola para chegar ao golo. Com um jogo assente na troca incessante de passes entre jogadores, conseguiram ferir o adversário através de várias combinações.

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

Xavi Málian (7)

Xavi Barroso (7)

Reinaldo Garcia (7)

Gonçalo Alves (8)

Rafa (7)

SUPLENTES UTILIZADOS

Tiago Rodrigues (-)

Mena (7)

Zé Miguel (-)

Cocco (7)

Poka (6)

ANÁLISE TÁTICA – HC BRAGA

O HC Braga apostou em contra-ataques rápidos para chegar ao golo. No entanto, a defesa acabou por não conseguir lidar com as rápidas combinações entre os jogadores adversários e acabou sendo goleado.

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

Leonardo Pais (6)

António Trabulo (7)

Diogo Seixas (6)

Gonçalo Meira (6)

Ângelo Fernandes (6)

SUPLENTES UTILIZADOS

Gabriel Costa (-)

 Carlos Loureiro (6)

Miguel Moura (6)

Ciocale (6)

Afonso Lima (6)

Foto de capa: FC Porto Sports

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome