ÚLTIMA HORA:

Sporting CP 6-5 FC Porto (9-11): Dragões arrecadam 1.º título mundial

A CRÓNICA: PRIMEIRA MÃO FEZ A DIFERENÇA

O FC Porto conquistou a primeira Taça Intercontinental frente ao Sporting. Apesar da derrota no Pavilhão João Rocha, a vitória na primeira mão por 6-3 no Dragão Arena permitiu assegurar o caneco.

A equipa da casa entrou determinada a recuperar da desvantagem que trazia do jogo anterior. No entanto, foram os dragões que marcaram primeiro por Di Benedetto.

Os leões não desanimaram e ainda dentro do terceiro minuto da partida empataram o jogo por Verona, numa jogada individual de grande recorte. A equipa de Paulo Freitas conseguiu mesmo dar a volta com golos de João Souto e Toni Pérez, em duas belas jogadas coletivas.

Ainda em vantagem na final, os dragões viram Di Benedetto ser expulso. Contudo, em desvantagem numérica, foram mesmo os visitantes que marcaram por Reinaldo Garcia.

Já em igualdade numérica, o Sporting conseguiu voltar a marcar por Toni Pérez ainda antes do intervalo.

O segundo tempo iniciou praticamente com mais golo leonina. Toni Pérez fez o 5-2 e dava esperança à equipa em título da Liga Europeia. O jogo estava dividido com qualquer um dos conjuntos a poder marcar. Os visitantes acabaram por marcar por Rafa aos 30´, mas a seguir Gonçalo Alves não aproveitou um livre direto que podia tranquilizar os dragões na eliminatória.

Os leões igualariam o resultado da primeira mão por João Souto na emenda a um remate de Nolito. Os últimos quinze minutos adivinhavam-se frenéticos.

Numa fase mais expectante por parte das duas equipas já nos últimos dez minutos da partida, o FC Porto conseguiu voltar para a frente na final ao marcar por Xavi e ainda alargou a vantagem por Gonçalo Alves.

O Sporting só tinha uma opção: arriscar. A aposta no guarda-redes avançado acabou por não resultar pela boa organização defensiva do FC Porto.

Os dragões celebram a primeira conquista mundial no Hóquei em Patins, 25 anos depois do último trofeu internacional, numa Taça Intercontinental realizada de forma diferente habitual…

 

A FIGURA

Fonte: Bola na Rede / Carlos Silva

Toni Pérez – Apesar de a sua equipa não ter ganho a competição, o internacional espanhol colocou a equipa na luta pela vitória na competição. O avançado foi fundamental na manobra ofensiva e ainda foi o escolhido para uma função de grande responsabilidade a de guarda-redes avançado.

 

O FORA DE JOGO

Gestão do jogo leonino – A equipa conseguiu empatar a eliminatória e esteve superior em vários momentos do jogo do FC Porto. No entanto, nos momentos em que a equipa parecia que iria ficar à frente na final, acaba por não conseguir controlar os dragões e acabava por sofrer.

 

 ANÁLISE TÁTICA – SPORTING CP

Paulo Freitas arriscou para ficar com o caneco mundial. Toni Pérez e Verona eram os elementos mais ofensivos e desequilibradores. A tentar chegar à vantagem na final, acabou por vezes por ficar instável na defesa. Nos minutos finais, o treinador arriscou bem no guarda-redes avançado, apesar de não ter tido efeitos práticos.

5 INICIAL E PONTUAÇÕES

Ângelo Girão (7)

Gonzalo Romero (6)

Matias Platero (6)

Verona (7)

 Toni Pérez (8)

SUBS UTILIZADOS

Zé Diogo Macedo (-)

António Monteiro (-)

Gustavo Carvalho (-)

Gonçalo Nunes (6)

Henrique Magalhães (6)

João Almeida (-)

Ferran Font (7)

João Souto (7)

 

ANÁLISE TÁTICA – FC PORTO

O conjunto de Ricardo Ares entrou demasiado expectante, a deixar que os leões tomassem mais conta do esférico. Apesar de a equipa não ter dominado em vários momentos do jogo, soube marcar nos momentos certos e consegue levar o troféu para Dragão Arena pelo bom jogo da primeira mão.

5 INICIAL E PONTUAÇÕES

Xavi Malián (6)

Telmo Pinto (6)

Rafa (7)

Di Benedetto (7)

Gonçalo Alves (6)

SUBS UTILIZADOS

Tiago Rodrigues (-)

Carlos Ramos (-)

Xavi Barroso (7)

Reinaldo Garcia (7)

Mena (6)

Hugo Santos (-)

Componente 5 – 1 (1)

Curioso em múltiplas áreas, o desporto não podia escapar do seu campo de interesses. O seu desporto favorito é o futebol, mas desde miúdo, passava as tardes de domingo a ver jogos de basquetebol, andebol, futsal e hóquei nacionais.                                                                                                                                                 O Pedro não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Curioso em múltiplas áreas, o desporto não podia escapar do seu campo de interesses. O seu desporto favorito é o futebol, mas desde miúdo, passava as tardes de domingo a ver jogos de basquetebol, andebol, futsal e hóquei nacionais.                                                                                                                                                 O Pedro não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA

  • 00DIAS
  • 00HORAS
  • 00MINUTOS
  • 00SEGUNDOS
FC PORTO x ESTORIL PRAIA
SPORTING CP x SANTA CLARA
PAÇOS FERREIRA x SL BENFICA