Independentemente de quem sejamos, independentemente de onde estejamos, todos gostamos de ver história a ser feita. E história é exactamente aquilo que temos visto acontecer ao longo dos últimos meses na National Football League (NFL).

Depois de terem de adaptar toda uma temporada a um contexto pandémico, de ter existido um corte nos jogos de pré-temporada, de se terem criado protocolos extremamente rigorosos ao longo de toda a época. É verdade que os casos até que foram surgindo, mas o impacto desportivo foi próximo de zero.

A fase regular, composta por 256 jogos, foi disputada sem qualquer cancelamento – ainda que alguns jogos tenham sido adiados. Na fase a eliminar, os playoffs, tivemos dois fins-de-semana extremamente bem disputados, com seis jogos no super fim-de-semana de wild card e nas quatro partidas do fim-de-semana divisional.

Agora, no próximo dia 24 de Janeiro iremos ter os embates que decidem os vencedores de cada conferência. De um lado, Tampa Bay Buccaneers contra Green Bay Packers lutam pelo título da NFC (National Football Conference) e, do outro, Buffalo Bills e Kansas City Chiefs, que disputam o trono da AFC (American Football Conference).

Anúncio Publicitário

No jogo final pela NFC, o embate vai ser entre o inevitável Tom Brady e o imparável Aaron Rodgers.

Depois de 21 anos no outro lado da barricada, a jogar na AFC e com os New England Patriots, Brady decidiu atravessar a ponte para este lado e decidiu começar uma nova relação com os Tampa Bay Buccaneers. Com alguns tropeções no caminho para o jogo grande, jogo esse onde foi o jogador que mais presenças marcou, nove no total, está agora a apenas 60 minutos de ser o primeiro a aumentar esse registo para 10 presenças num Super Bowl.

Mas, do outro lado, vai estar Aaron Rodgers. Apelidado como imparável ao longo desta temporada, espera regressar ao jogo grande pela primeira vez na última década. Depois de ter ganho o seu único Super Bowl em 2010, a realidade é que, apesar de se ter mantido sistematicamente competitivo, tendo quatro presenças nas finais de conferência desde 2014 (mais do que qualquer outra equipa ou quarterback da NFC) ir ao jogo grande não tem sido consequência dessas presenças.

Como tal, duas velhas raposas, duas forças da natureza, dois futuros jogadores de Hall of Fame irão lutar pela presença no Super Bowl LV. Quem seguirá em frente? 

No que toca ao embate final pela AFC, vamos ter um duelo entre dois novos e enormes talentos da NFL.

Patrick Mahomes, apelidado de prodígio, desde 2018 que se tornou um dos principais protagonistas da competição. Foi nomeado MVP, venceu o último Super Bowl e foi, igualmente, o MVP desse jogo. O Quarterback conseguiu, agora, levar os Chiefs à terceira final da conferência consecutiva, que vai jogar na sua casa. Mahomes ambiciona igualmente levar os Chiefs ao segundo Super Bowl consecutivo, algo que nunca aconteceu na história da equipa.

Mas, do outro lado, estará Josh Allen, o inconformado, talvez o jogador que mais cresceu e evoluiu, de um ano para o outro. Talvez o quarterback em melhor forma da NFL neste momento. Allen já quebrou a narrativa dos Bills não vencerem um jogo nos playoffs desde 1994, já quebrou a narrativa de os Bills não jogarem uma final de conferência desde 1993 e espera agora quebrar a narrativa de os Bills nunca terem vencido um Super Bowl. Nota que estes Bills foram a única equipa na história da NFL com quatro presenças consecutivas no Super Bowl, sendo que perderam essas mesmas quatro finais…

Como tal, com tanto talento no relvado, com a sagacidade toda destes jovens, vamos ver qual deles conseguirá vencer o jogo e marcar presença no Super Bowl LV. O prodígio ou o inconformado, quem seguirá em frente?

O dia 24 de Janeiro será uma noite de emoções fortes, com ambos os jogos marcados para as 20h05 e 23h40, com transmissão em exclusivo na Eleven Sports 2. Vamos ficar a saber os grandes finalistas do Super Bowl LV, a ser disputado no dia 7 de Fevereiro em Tampa Bay, Florida.

Foto de Capa: Tampa Bay Buccaneers

Artigo redigido por André Amorim, comentador Eleven

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome