Cabeçalho modalidadesJá são conhecidos os finalistas da quinquagésima segunda edição do superbowl. Os Philadelphia Eagles e os habituais New England Patriots. Sem surpresas, os primeiros cabeças-de-série de cada conferência chegaram à final embora com caminhos e trajetórias muito diferentes.

Se no caso dos Patriots estamos a falar da oitava superbowl desde 2001 (com cinco vitórias), os Eagles terão a terceira presença na final. Os Eagles procuram o seu primeiro título, podendo este jogo vingar a derrota da final de 2005 às mãos destes mesmos Patriots.

Mas olhemos para as finais de conferência:

Anúncio Publicitário

New England Patriots 24 – Jacksonville Jaguars 20

Foi um jogo de duas metades.A primeira parte foi dominada pelos Jags, com um ataque a conseguir converter múltiplos terceiros downs garantindo a posse de bola e uma defesa que com um pass rush quase limitado aos quatro homens da frente conseguiu perturbar o experiente Tom Brady (a primeira conversão de terceiro down aconteceu no terceiro período) até uma vantagem de 14-10 que se verificava ao intervalo. Uma vantagem talvez curta para o que se viu na primeira parte e que em parte se deveu a algumas decisões de arbitragem um pouco “caseiras”.

Na segunda parte,  a defesa dos Jags foi perdendo gás e as lesões de Myles Jack, Calais Campbell e Marcell Dareus só ajudaram Brady a fazer o que sabe fazer melhor, dissecar defesas no quarto período. E embora um fumble de Dion Lewis parecesse ter deitado tudo a perder,  a verdade é que o QB dos Jags (Blake Bortles) não conseguiu replicar a mesma compostura da primeira parte dando hipótese aos Patriots de conquistarem mais um título da AFC. Amendola marcou touchdown a 2 minutos e 50 do fim colocando o resultado em 24-20. No entanto, os Jags tiveram ainda uma oportunidade de converter uma jogada de quarto down já no meio campo dos Patriots mas Stephon Gilmore fez uma excelente jogada defensiva impedindo alterações no marcador.