Anterior1 de 3Próximo

Numa semana marcada por várias surpresas na NFL, a maior ficou guardada para o último jogo da jornada que colocaria frente a frente os rivais de divisão Seattle Seahawks e San Francisco 49ers.

Chargers 24-26 Raiders: Os playoffs ali tão perto

Quando muita gente acreditava que o primeiro lugar da AFC West estava reservado para Kansas City, os Raiders encontram-se, neste momento, com cinco vitórias e quatro derrotas, muito perto desse primeiro lugar.

Num jogo interessante de início ao fim, a equipa de casa entrou melhor e chegou depressa a uma vantagem de 0-10. Os Chargers iriam recuperar e chegar à vantagem 14-10, mas os Raiders iriam marcar novamente antes do intervalo colocando o resultado em 14-17.

As trocas de vantagem mantiveram-se no segundo tempo com LA a chegar ao 24-20, ao que os Raiders responderam, fazendo o 24-26 já perto do fim do 4.º quarto. Com Phillip Rivers (17 passes, 207 jardas, dois touchdowns e três interceções), quarterback dos Chargers, a tentar aproximar a equipa da endzone de forma a ainda conseguir a vitória, Karl Joseph conseguiu uma interceção que fechou o resultado e deu a vitória a Oakland.

Ravens 49-13 Bengals: Com Jackson fica mais fácil

Depois de baterem os New England Patriots na última jornada, Baltimore encontrava agora o outro lado do espetro, ao enfrentar a única equipa da NFL que ainda não conseguiu uma vitória. Mas independentemente do adversário, Lamar Jackson encontra-se neste momento num nível que poucos quarterbacks conseguem atingir e voltou a dominar a partida.

Num jogo sem grande história, ao contrário do que tem sido comum Jackson dominou o ataque com o seu braço e não com as suas pernas. Completou 15 de 17 passes para 223 jardas e três touchdowns e terminou com a sua segunda passer rating perfeita da época (estatística que mede a eficácia de passe), igualando o recorde de Bem Roethlisberger.

Com esta vitória, os Ravens ficam agora com sete vitórias e duas derrotas e continuam como uma das equipas mais perigosas da liga. Lamar mantém-se na luta pelo título de MVP e continua a afirmar-se como um dos melhores quarterbacks da liga. Já os Bengals passam para nove derrotas e zero vitórias e ficam cada vez mais perto da primeira escolha do Draft.

Browns 19-16 Bills: Ponto de viragem?

Os Cleveland Browns voltaram às vitórias frente a Buffalo num jogo bastante diferente do que o resultado pode indicar.

Os Browns começaram a vencer, mas a falha na marcação do ponto extra permitiu aos Bills passar para a frente do marcador a abrir o segundo quarto. Contudo, seria mesmo Cleveland na frente ao intervalo, fruto de um field goal de Austin Seibert.

No segundo tempo, a luta pelo resultado iria manter-se, mas chegando ao último quarto era a equipa da casa na frente por 16-19. Buffalo tinha a oportunidade de levar o jogo para prolongamento, mas Stephen Hauschka falhou um field goal a 53 jardas e assim a equipa de Baker Mayfield conseguiu a sua terceira vitória na época.

Apesar da vitória, o conjunto de Freddy Kitchens teve uma exibição muito fraca no plano ofensivo. Ao longo do jogo, o ataque de Cleveland teve dez oportunidades para marcar já nas cinco jardas de Buffalo e de todas essas tentativas apenas conseguiu três pontos. O head coach dos Browns continua sem mostrar capacidade de coordenar o ataque e começa a ficar sem tempo.

Lions 13-20 Bears: Finalmente Trubisky

Sem Mathew Stafford, os Lions perderam frente aos seus rivais de divisão num jogo onde Mitchell Trubisky teve uma das suas melhores exibições da época com 16 passes em 23 para 173 jardas e três touchdowns.

Contudo, e apesar dos bons números, a vitória de Chicago poderia ter ido por água abaixo quando o seu ataque foi obrigado a sair por três vezes seguidas já no último quarto por não ser capaz de conseguir atingir o primeiro down.

Este foi o primeiro jogo de 2019 que Stafford falhou enquanto titular devido a uma lesão nas costas e caso se trate de uma ausência prolongada, Detroit vai ter dificuldades em vencer jogos. O quarterback suplente Jeff Driskel teve uma exibição melhor do que se poderia esperar, com 27 passes em 46 tentativas para 269 jardas, um touchdown e uma interceção, mas não parece ser o suficiente para liderar uma equipa que mostra muitos buracos tanto no ataque como na defesa.

Giants 27-34 Jets: Jets vencem derby de NY

Duelo entre equipas do fundo da tabela, os Jets venceram os Giants e conseguiram a sua segunda vitória da época, afundando ainda mais os rivais da cidade.

Com a defesa a assumir um papel determinante, especialmente o safety Jamal Adams, os Jets depressa conseguiram uma vantagem de 0-14. Daniel Jones respondeu e marcou dois touchdowns para deixar o resultado em 13-14, mas a tentativa de dois pontos para passar para a frente falhou e assim ao intervalo o marcador assinalava 13-14.

Apesar dos problemas no ataque, a defesa dos Jets apareceu
Fonte: NY Jets

O segundo tempo começou com Adams a atingir Jones e a levar a um fumble que o próprio recuperou e levou até à endzone, marcando e deixando o resultado em 13-21. O rookie não se deixou intimidar e marcou dois touchdowns para deixar os Giants na frente pela primeira vez, mas os Jets iriam recuperar e conseguiram uma difícil vitória.

Apesar da derrota, Jones voltou a mostrar indícios de que os Giants têm um quarterback de futuro ao terminar com 26 jogos em 40 tentativas, 308 jardas e quatro touchdowns.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários