logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Tom Brady | Thank you, GOAT, for everything

AGRADECIMENTO

Depois de vos relatar a incrível carreira do melhor jogador de sempre chegou o momento de lhe agradecer por aquilo que representa para todos os fãs da NFL.

Brady é o exemplo perfeito de resiliência e crença em nós mesmos e nas nossas capacidades. Todos duvidaram de si no ano em que se candidatou para jogar na NFL, inventando todas e quaisquer desculpas que pudessem justificar o facto de 198 jogadores terem sido escolhidos antes de si.

Este nunca foi o protótipo de um jogador com uma qualidade natural, e muito menos uma capacidade atlética incrível. Brady sempre teve de lutar por todas as suas oportunidades, sendo que tanto em Michigan como no início da carreira em New England, várias vezes teve de demonstrar que merecia ser titular, sendo constantemente perseguido por desconfianças e dúvidas em relação às suas capacidades.

Durante toda a sua carreira teve sempre algo a provar. Mesmo depois de todas as suas conquistas, havia ainda quem insinuasse que Brady era um quarterback de sistema, e que apenas venceu todas estas competições graças ao sistema ofensivo de Josh McDaniels, e às defesas comandadas por Bill Belichik.

E talvez por isso,  e para mais uma vez provar que todos os seus críticos estavam errados, em 2020, Brady decidiu fechar o seu capítulo com os Patriots, iniciando um novo com os Buccaneers. E tal como já se devia suspeitar, na sua primeira época em Tampa Bay, Brady conquistou o seu sétimo anel, desta vez sem “Patriots’ way”, mas com o “Brady’s way”.

Após a conquista do seu sétimo Super Bowl, Brady delineou o objetivo de jogar até aos 45 anos, continuando a desafiar as leis da natureza, e prolongando a sua carreira até uma idade que ninguém acharia possível. Ao contrário de muitos quarterbacks que jogaram até idades avançadas, mas já com níveis físicos e de performance bastante abaixo daquilo que já tinham apresentado, Brady parecia melhor fisicamente a cada ano que passava.

O objetivo de jogar até aos 45 não se concretizou por alguns meses de distância. Mas atenção, não foi por não conseguir mais ou por se arrastar dentro de campo. Este acabou a sua carreira no topo das suas qualidades, guiando os Bucs até à Divisional Round apesar de todas as lesões que afetaram a equipa. Este  terminou a sua carreira após uma época que o coloca como candidato a MVP da liga.

Depois de anos e anos a ser questionado, a ver a sua carreira a ser dada como terminada múltiplas vezes por dizerem que estava num declínio competitivo, o melhor jogador de todos os tempos só poderia acabar de uma única forma: com todos a salivarem e a desejarem mais momentos, e a concordarem que ainda tinha mais anos ao mais alto nível à sua frente.

OBRIGADO BRADY, POR SERES O MAIOR SÍMBOLO DESTA MODALIDADE QUE TANTO NOS APAIXONA.

O Jorge é portista desde nascença, adepto do desporto rei desde pequeno. Ver o FC Porto no Dragão com estádio cheio é algo que não consegue descrever. É espectador assíduo de Snooker desde os 14 anos, sendo Judd Trump quem o deixa de pé, colado à televisão. Mas foi mais recentemente que foi convencido a seguir a NFL, e não poderia ter tomado melhor decisão. Os Los Angeles Rams tornaram-se na sua nova fonte de sofrimento desportivo. Entre vídeos, podcasts e leitura de artigos muitas horas se passam. Durante a época da NFL, aos domingos a partir das 18h os jogos só param de madrugada, e mais nada acontece. Agora descobriu a escrita sobre este desporto para ocupar as horas que lhe sobravam.                                                                                                                                                 O Jorge não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

O Jorge é portista desde nascença, adepto do desporto rei desde pequeno. Ver o FC Porto no Dragão com estádio cheio é algo que não consegue descrever. É espectador assíduo de Snooker desde os 14 anos, sendo Judd Trump quem o deixa de pé, colado à televisão. Mas foi mais recentemente que foi convencido a seguir a NFL, e não poderia ter tomado melhor decisão. Os Los Angeles Rams tornaram-se na sua nova fonte de sofrimento desportivo. Entre vídeos, podcasts e leitura de artigos muitas horas se passam. Durante a época da NFL, aos domingos a partir das 18h os jogos só param de madrugada, e mais nada acontece. Agora descobriu a escrita sobre este desporto para ocupar as horas que lhe sobravam.                                                                                                                                                 O Jorge não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

FC PORTO vs CD TONDELA