Anterior1 de 6Próximo

O Rugby está de volta mas, desta vez, num formato diferente do habitual. O Super Rugby, competição na qual militam equipas de diversos países (África do Sul, Argentina, Austrália e Nova Zelândia, uma vez que o projeto dos Sunwolves do Japão terminou), adotou uma estratégia diferente, “imposta” pela pandemia, apelidada de Aotearoa, isto é, Nova Zelândia, em Maori.

A conferência neozelandesa continuará, tendo a competição a duração de dez semanas. Cada equipa disputará oito jogos (dois jogos contra cada franquia, um em casa e outro fora), sendo estes realizados nos estádios de cada clube. É de realçar que o que foi jogado no Super Rugby perderá efeito. Este será um novo início do torneio, com um modelo ligeiramente diferente.

Sendo este um torneio com um caráter diferente do habitual, foram revistos alguns aspetos que dizem respeito às leis do jogo.

Como tal, foi criada a lei do Golden Point. Caso, no fim dos 80 minutos de jogo, este esteja empatado, serão jogados outros dez minutos. A equipa que pontuar primeiro vencerá o jogo e ficará com os quatro ou cinco pontos da vitória.

Anúncio Publicitário

Um outro aspeto está relacionado com a expulsão de um jogador. Esta lei visa substituir o jogador que viu o cartão vermelho passados 20 minutos da infração cometida. A lei referente aos cartões amarelos, por sua vez, não sofrerá nenhuma alteração.

O Comité de Arbitragem enumerou, também, algumas das prioridades que os árbitros devem ter no breakdown. Sendo assim, o portador da bola, quando placado, não poderá realizar nenhum movimento secundário que não seja passar ou disponibilizar a bola. Na placagem, os árbitros vão pedir aos placadores para saírem o mais rápido possível, dando assim mais dinâmica ao jogo. Por último, os juízes de jogo serão mais rigorosos no que ao fora de jogo diz respeito. A defesa terá de estar “claramente” em jogo de modo a que a equipa atacante tenha mais espaço para usar a bola.

O Rugby está finalmente de volta e com o melhor que há neste desporto, os dérbis neozelandeses. O pontapé de saída será dado no dia 13 de junho e o primeiro jogo colocará frente a frente os Highlanders e os Chiefs, em Dunedin.

Vejamos, agora, o que esperar de cada uma das cinco equipas da Nova Zelândia que compõe esta competição.

Anterior1 de 6Próximo

Comentários