Anterior1 de 2

A primeira ronda da quadra principal do Estoril Open terminou. Neste ano, Portugal teve dois tenistas nesta fase do torneio: João Sousa e Nuno Borges (na foto). Os quatro primeiros cabeças de série tiveram direito a folga nesta ronda – Dennis Shapovalov, Christian Garin, Ugo Humbert e Kei Nishikori. Porém, Nishikori lesionou-se numa das sessões de treino e, por isso, não vai participar no torneio. O tenista espanhol Roberto Carballes Baena, que foi eliminado por Nuno Borges na segunda e última ronda da qualificação, foi repescado e é o substituto do japonês.

PORTUGUESES | NUNO BORGES FOI O MAIS FELIZ

Apenas dois portugueses chegaram ao quadro principal do maior torneio do ténis português. João Sousa entrou diretamente devido a um convite da organização do torneio – recebeu um wildcard – e Nuno Borges entrou após ter vencido os dois encontros de qualificação, frente a Liam Broady e a Roberto Carballes Baena.

Anúncio Publicitário

Além de Nuno Borges, houve mais três tenistas portugueses nas rondas de qualificação, mas não garantiram o acesso ao quadro principal: Frederico Ferreira Silva, João Domingues e Pedro Sousa.

Nuno Borges foi o primeiro português a entrar em ação e não se deixou intimidar. No seu primeiro encontro num quadro principal de torneios ATP, Nuno enfrentou Jordan Thompson, o tenista australiano que ocupa o 61.º posto do ranking ATP. Apesar de ser o seu primeiro jogo, Nuno era visto, por muitos, como o favorito do jogo. O português realizou dois grandes jogos na qualificação e o australiano, apesar de não se dar mal em terra batida, não vinha muito confiante devido aos últimos jogos.

No jogo, Nuno entrou muito nervoso, mas conseguiu chegar ao nível que nos proporcionou na qualificação. Não ganhou os seus primeiros dois jogos de serviços, mas conseguiu levar a decisão do primeiro set para o tie-break. Na derradeira fase do set, Nuno teve, em duas ocasiões, a oportunidade de vencer o set no seu jogo de serviço, mas apenas conseguiu-o no serviço de Thompson. À terceira é de vez. Na próxima ronda, Nuno Borges vai defrontar um antigo vencedor de Grand Slam, Marin Cilic.

João Sousa não teve o mesmo destino. O vencedor do Estoril Open de 2018 foi eliminado na primeira ronda do torneio, pelo tenista britânico Cameron Norrie. O britânico e o português foram companheiros no torneio de duplas, mas foram eliminados logo na primeira ronda.

Na partida e tal como tem acontecido nos últimos jogos, João Sousa não estava com muita confiança. No primeiro set, o português não entrou com o pé direito. Apenas venceu o seu primeiro jogo de serviço e foi muito renhido. Além disso, teve muito perto de quebrar o serviço do britânico, mas não teve sucesso. No segundo set, apesar de ter sido muito mais competitivo do que o primeiro, Sousa não conseguiu quebrar o serviço em qualquer instância e acabou por perder o último set. Não estão a ser dias fáceis para o melhor tenista português de todos os tempos.

OS OUTROS JOGOS | VITÓRIA DO ANTIGO NÚMERO CINCO MUNDIAL

Das outras partidas da primeira ronda, destaque para a vitória do tenista sul-africano, Kevin Anderson. O tenista que já ocupou o 5º lugar do ranking derrotou o norte-americano Francis Tiafoe, pelos parciais de 4-6, 7-6 (6) e 7-6 (4). Se a lesão de Nishikori não tivesse acontecido, haveria um grande duelo entre dois grandes senhores do Ténis.

Além desse jogo, é preciso dar importância à derrota de Bublik e o adiamento do jogo entre Cilic e Alcaraz.

Alexander Bublik foi surpreendido pelo espanhol Pedro Martinez na primeira ronda. O quinto cabeça-de-série do torneio foi eliminado em menos de uma hora. Apenas jogaram durante 53 minutos. Bublik não ganhou qualquer jogo no segundo set. Apesar de se saber que Bublik não gosta muito deste tipo de campo, esperava-se muito mais do tenista do Cazaquistão.

Estava previsto que um dos grandes jogos da primeira ronda, Marin Cilic contra Carlos Alcaraz, fosse realizado no primeiro dia do torneio. Porém, a organização decidiu não usar luz artificial durante o torneio. Ou seja, se não houvesse luz suficiente na hora do jogo, o jogo seria adiado. E foi isso que aconteceu. Apesar de se ter realizado apenas no segundo dia, Cilic e Alcaraz realizaram um grande jogo e ultrapassaram as duas horas de encontro. A experiência do croata acabou por ser decisiva no último set. Apesar de ter perdido, Alcaraz tem apenas 17 anos e já joga como um verdadeiro profissional. Por isso, espera-se ver muitas mais vezes o nome do espanhol nos outros torneios de ATP.

Anterior1 de 2

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome