logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

ATP 250 Estoril Open #4: A vez da juventude

FINAL DE SINGULARES: PRAZER, SEBASTIAN BAEZ

Depois de uma semana onde a emoção comprou lugar cativo no Clube de Ténis do Estoril e foi possível assistir a performances incríveis dos diversos protagonistas presentes, chegámos ao último dia do Millennium Estoril Open, com apenas dois sobreviventes.

De um lado, Francis Tiafoe, tenista norte-americano, de vinte e quatro anos, que para marcar presença na final deixou pelo caminho Dusan Lajovic, Nuno Borges, Davidovich Fokina e o compatriota Sebastian Korda.

Do outro lado, Sebastian Baez, de vinte e um anos, uma das boas surpresas desta edição do torneio decorrido no Clube de Ténis do Estoril. No percurso até à final, começou por derrotar o tenista português João Sousa, seguindo-se Marin Cilic, Richard Gasquet e Albert Ramos.

À semelhança do que ambos os tenistas tinham proporcionado ao longo de toda a competição, esperava-se uma final cuja característica principal fosse a espetacularidade.

Quem estivesse só a ouvir o encontro pensaria que existia um português na final porque o apoio ao norte-americano era bastante audível e, talvez por isso, este tenha entrado muito bem no encontro. Começou por quebrar  o primeiro jogo de serviço do argentino, e rapidamente chegou ao 2-0. Tudo parecia estar encaminhado para uma vitória tranquila no primeiro set, contudo depois de um terceiro jogo de serviço muito equilibrado, a balança acabou por pender para o lado do tenista argentino. Sebastian Baez ganhou confiança e, a partir daí, não deu qualquer tipo de hipótese ao norte-americano que acabou por pecar em demasia ao falhar demasiados primeiros serviços. Igualou o encontro para 2-2, ganhou o seu jogo de serviço e voltou a quebrar o serviço de Tiafoe, fazendo o 2-4. O resto do set foi marcado por jogos de serviço até ao parcial final de 3-6 a favor do tenista argentino.

No segundo set, o rumo dos acontecimentos foi o mesmo com Sebastian Baez a não perdoar e, aproveitamento a fadiga de Francis Tiafoe, elevou a qualidade do seu ténis, quebrando por duas vezes o serviço do norte-americano e não sofrendo qualquer break no seu jogo de serviço. Desta forma o segundo set terminou com o parcial de 2-6 a favor de Sebastian Baez.

Baez bateu assim Tiafoe pelos parciais de 3-6 e 2-6 conquistando o seu primeiro título da carreira no circuito ATP, com apenas 21 anos.

Quem ainda não o conhecia, certamente, não se irá esquecer e quem já conhecia ficou com água na boca depois de ver a excelência apresentada no Clube de Ténis do Estoril durante toda a semana.

Duas são as paixões que definem o Duarte: A Comunicação e o Desporto. Desde muito novo aprendeu a amar o desporto, muito por culpa dos intervenientes que o compõem. Cresceu a apreciar a mestria de Guardiola, a valentia de Rossi e a habilidade de Hamilton, poder escrever sobre estes é algo com que sempre sonhou.

Duas são as paixões que definem o Duarte: A Comunicação e o Desporto. Desde muito novo aprendeu a amar o desporto, muito por culpa dos intervenientes que o compõem. Cresceu a apreciar a mestria de Guardiola, a valentia de Rossi e a habilidade de Hamilton, poder escrever sobre estes é algo com que sempre sonhou.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA