O primeiro dia do Quadro Principal desta edição do Estoril Open ficou à semelhança da fase de qualificação com um sabor agridoce, em virtude de apenas um dos dois jogadores lusos em ação neste dia na variante de singulares ter conseguido passar aos oitavos de final.

O segundo tenista português mais cotado da atualidade, Pedro Sousa (n.º 107 do mundo), acabou eliminado pelo jovem norte americano, Reilly Opelka (n.º 59 do mundo), tenista mais alto do circuito ATP, pelos parciais de 7-6(2) e 6-4.

Pedro Sousa esteve claramente abaixo daquilo a que habituou os portugueses no torneio português, frente a um adversário que apesar de se encontrar melhor colocado no ranking, o português a jogar em casa e na sua superfície preferida tinha obrigação de fazer melhor, ou não tivesse o norte-americano bastantes dificuldades na terra batida para impor o seu estilo de jogo que se baseia sobretudo no serviço.

O tenista português ainda conseguiu criar alguma incerteza no rumo do encontro, onde após um primeiro set muito equilibrado onde apenas vacilou no tie break, entrou de rompante no segundo onde chegou a estar a vencer por 3-0, contudo, de repente “despareceu” do encontro e num ápice viu-se novamente em desvantagem que não mais recuperou e terminando assim a sua participação na prova de forma precoce.

Anúncio Publicitário

Se por um lado tivemos a desilusão da eliminação de Pedro Sousa, o melhor estava ainda por vir, com a sensacional vitória de João Domingues e consequente apuramento para os oitavos de final.

Após uma campanha irrepreensível no Qualifying, João Domingues (nº 214 do mundo) deu continuidade ao seu grande momento de forma e alcançou a maior vitória da carreira ao bater o bem mais cotado (nº 27 do mundo) e estrela emergente do ténis mundial, Alex de Minaur por 6-2, 2-6 e 6-2.

João Domingues galvanizou-se e aproveitou da melhor maneira o forte apoio do público presente no Estádio Millennium, quase que ambiente de “Taça Davis”, para surpreender o sexto cabeça de série.

Após um primeiro set de grande nível de João Domingues que não deu grandes hipóteses ao australiano, no segundo set Minaur puxou o ascendente do encontro para o seu lado e empatou o encontro. Contudo, no terceiro set, o português voltou a puxar dos galões, apesar de Minaur chegar quase sempre às suas bolas e dificultar os winners, Domingues fez da sua solidez do fundo do corte a sua grande arma e arrecadou o terceiro set e encontro.

Relativamente à primeira ronda, destaque ainda para os outros dois jogos realizados, com Guido Andreozzi a vencer Dellien e Nishioka que venceu McDonald por 6-2 e 6-4, seguindo por isso ambos os vencedores para os oitavos de final da prova.

No dia de hoje houve também João Sousa em ação, ainda que na variante de pares, ao lado do argentino Leonardo Mayer, parceiro com que chegou às meias-finais do Australian Open do presente ano, tendo a dupla luso-argentina saído vencedora do embate com Santiago Gonzalez e Qureshi com o duplo parcial de 6-4, avançando assim para a próxima fase.

Foto de Capa: Millennium Estoril Open