ÚLTIMA HORA:

Novak Djokovic x Australian Open | Um dos maiores casos da modalidade

No mundo do Ténis, o ano está a começar com o pé esquerdo: Novak Djokovic, número um do ranking ATP, está a ser quase barrado do primeiro Grand Slam do ano, o Australian Open. O tenista sérvio é um dos principais nomes do Desporto que ainda não tomou a vacina contra a Covid-19 e está a ter vários problemas para poder participar no torneio.

A história é longa: Novak Djokovic testou positivo no dia 16 de dezembro, pela segunda vez. Agora, houve dois problemas graves: participou em dois eventos, sem máscara, um no dia seguinte com várias crianças e outro, no dia 18, numa entrevista para o jornal L’Equipe.

A atitude do sérvio está a ser bastante contestada nas redes sociais, o mesmo já pediu desculpa, afirmou que se sentiu obrigado a dar a entrevista e que, depois de pensar muito, foi um erro humano. Todavia, não é apenas isso que está a ser falado.

A principal ocorrência foi o interrogatório a Djokovic no aeroporto de Melbourne, umas horas depois de ter postado uma fotografia nas redes sociais a dizer que estava a caminho da Austrália.

Ora, Novak Djokovic, supostamente, não levou um visto com a isenção médica necessária e ficou decidido que o caso seria decidido no tribunal.

No primeiro julgamento, o juiz decidiu que não era razoável anular a entrada de Djokovic no país, pois o número um mundial devia ter tido mais tempo para clarificar a resposta e ficou sem esse direito, quando Djokovic tinha menos de três horas para dar uma resposta.

Apesar dessa primeira resposta, o Governo australiano não decidiu e não quer autorizar a participação do sérvio no torneio australiano e decidiu cancelar, novamente, o visto do sérvio, ou seja, poderá ser deportado e não poderá entrar no país durante três anos. Desta vez, por aumentar os movimentos antivacina no país e, para as autoridades de saúde da Austrália, Djokovic é um perigo por ainda não ter sido vacinado e devido aos últimos acontecimentos.

Não é o único assunto que está a ser discutido nos últimos dias. De acordo com uma investigação do jornal alemão Der Spielgel, o teste positivo do sérvio foi falsificado e foi apenas inserido no sistema de saúde sérvio no dia 26 de dezembro, supostamente 10 dias depois do caso positivo.

Outro fator, é que Djokovic tinha afirmado que não tinha viajado nos últimos 14 dias no formulário, mas há gravações do mesmo ter treinado no seu país natal e em Espanha, ou seja, mentiu quando preencheu o formulário.

A ATP reagiu ao caso e afirma que 97 do top 100 do ranking mundial estão totalmente vacinados, a poucos dias do começo do Australian Open. Além disso, estão, por enquanto, felizes com o desfecho do caso, quando ainda não se conhece o julgamento final.

No sorteio realizado, Djokovic encontra-se no mesmo lado que Rafael Nadal e Alexander Zverev, dois dos favoritos a vencer o Australian Open, mas ainda não se sabe se o sérvio vai mesmo jogar na maior prova de Ténis do país.

Muitos tenistas já comentaram a situação. Rafael Nadal, uma das maiores referências de sempre da modalidade, afirma que o sérvio é um grande tenista, mas não há nenhum tenista maior do que um torneio. Stefanos Tsitsitas, finalista derrotado pelo sérvio em Roland-Garros, criticou a atenção mediática ao sérvio, a poucos dias do Grand Slam, e que o foco deveria ser o Ténis. Alexander Zverev, uma das maiores promessas mundiais, e Nick Kyrgios, tenista australiano que deve falhar o torneio por ter Covid-19, disseram que falaram com ele nos últimos dias e que o apoiam no processo.

Além disto tudo, já se sabe que vai haver uma série na Netflix sobre o backstage do Ténis, semelhante à série que existe sobre a Fórmula 1. Certamente, um dos episódios será sobre este caso.

Ainda não se conhece o desfecho do caso, mas a situação está a dividir muitas pessoas. 2022 começou há dias e já temos um dos momentos do ano no Desporto, sem dúvida.

Foto de Capa: ATP Tour

Artigo revisto por Joana Mendes

Componente 5 – 1 (1)

O Filipe saiu da Ilha de São Miguel, nos Açores, para tirar a Licenciatura de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Desde criança que é adepto de Futebol, tendo já sido árbitro. Para além do "desporto-rei", o Filipe também é apaixonado por Basquetebol e não falha no acompanhamento de Wrestling.                                                                                                                                                 O Filipe escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

O Filipe saiu da Ilha de São Miguel, nos Açores, para tirar a Licenciatura de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Desde criança que é adepto de Futebol, tendo já sido árbitro. Para além do "desporto-rei", o Filipe também é apaixonado por Basquetebol e não falha no acompanhamento de Wrestling.                                                                                                                                                 O Filipe escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA

  • 00DIAS
  • 00HORAS
  • 00MINUTOS
  • 00SEGUNDOS
FC PORTO x ESTORIL PRAIA
SPORTING CP x SANTA CLARA
PAÇOS FERREIRA x SL BENFICA