Anúncio Publicitário

Terminou o primeiro Challenger de 2021 disputado em Portugal! O grande vencedor da primeira edição do Oeiras Challenger foi Zdenek Kolar, o oitavo cabeça-de-série do torneio. Antes do jogo, houve várias opiniões em relação ao vencedor. O português levava uma ligeira vantagem em relação ao tenista checo devido à sua experiência. Apesar de Gastão Elias ter jogado uma final de Challenger pela primeira vez desde outubro de 2017, era a 19ª final do português nesta classe de torneios. Além disso, o português venceu no primeiro encontro disputado entre os dois finalistas, em julho de 2019, na Polónia.

No primeiro set, Kolar foi o primeiro a servir e começou muito bem, ao vencer os três primeiros jogos. Ou seja, conseguiu quebrar o serviço de Gastão Elias no segundo jogo. Foi um mau arranque para o português. Gastão conseguiu vencer o seu segundo jogo de serviço e, de seguida, quebrou o serviço do checo. Quando estava 30-40, Kolar tentou empatar com um smash, mas não correu bem e a bola foi para além das linhas do jogo. No jogo 8, no serviço de Gastão, o checo teve a possibilidade de quebrar novamente o serviço, mas o português recuperou. Gastão Elias voltou a ter dificuldades no seu serviço: esteve a perder por 40-15 e perdeu o jogo 10 e também o primeiro set. Não foi o melhor primeiro set para o português.

Anúncio Publicitário

No segundo set, Kolar voltou a servir, mas teve uma tarefa muito mais complicada: Gastão teve um break point, mas não o aproveitou e o checo ganhou o primeiro jogo do segundo set. No primeiro serviço do português, Kolar teve a oportunidade de quebrar o serviço, mas, ao contrário do primeiro jogo de serviço do português no primeiro set, Gastão não cedeu e recuperou. No terceiro jogo, houve uma quebra de serviço: o português conseguiu quebrar o serviço pela segunda vez no jogo. No jogo 6, no serviço de Gastão, Kolar recuperou e quebrou o serviço de um dos melhores tenistas portugueses de todos os tempos no seu segundo break point. No nono jogo, o português quebrou o serviço de Kolar e só precisava de vencer o seu próximo jogo de serviço para ganhar o segundo set, mas não aproveitou. No décimo segundo jogo do set, o português tinha que vencer o jogo para levar a decisão para o tie-break, mas o checo aproveitou o primeiro break point para vencer o set, o último jogo e o torneio.

A direita e a consistência de Kolar foram fundamentais para levar a melhor na final. Foi a primeira vez que o checo conquistou um título do circuito ATP Challenger. Do outro lado, foi uma semana positiva para o português Gastão Elias, por ter chegado tão longe na prova e por ter garantido a subida de 30 lugares na próxima atualização do ranking ATP – passará para o lugar nº 323. Gastão Elias voltará a tentar a sua sorte no Oeiras 2 Challenger, o quadro principal começa amanhã.

Resultado: Zdenek Kolar 2-0 Gastão Elias (6-4 | 7-5)

Foto de Capa: Federação Portuguesa de Ténis

Anúncio Publicitário