Pedro Sousa entrou em ação no Challenger de Lima, no Peru. O tenista de 31 anos não teve uma semana muito agradável, tendo em conta que foi afastado na primeira ronda pelo argentino Juan Pablo Ficovich.

O número dois português começou mal o encontro. Por duas vezes consecutivas permitiu ao seu adversário conquistar o break. Pedro Sousa ainda conseguiu uma quebra de serviço, mas a desvantagem de dois jogos manteve-se até ao final do set.

Na segunda partida, Juan Pablo Ficovich voltou a aproveitar os erros de Pedro Sousa e repetiu o que tinha feito no set anterior. Desta vez, o tenista luso ficou em branco, no que aos breaks diz respeito, e viu o jogador argentino vencer o encontro com os parciais de 6-4 e 6-2.

Nota ainda para a participação de Pedro Sousa na vertente de pares que acabou, igualmente, com a sua eliminação.

Pedro Sousa não triunfou no primeiro jogo do Challenger de Lima
Fonte: Federação Portuguesa de Ténis
Anúncio Publicitário

No mesmo Challenger, João Domingues também foi derrotado na primeira ronda. O segundo português em prova não levou a melhor sobre Tomas Etcheverry. João Domingues entrou bem na partida, conquistando um break. No entanto, o número três nacional possibilitou a recuperação ao seu adversário e partiu para o segundo set em desvantagem.

O segundo jogo iniciou logo com um break contra João Domingues. O tenista natural de Oliveira de Azeméis deu a confiança necessária ao argentino para se impor no encontro, o que resultou em novo break a favor de Tomas Etcheverry. Com uma diferença de quatro jogos, foi uma questão de minutos até ser confirmado o afastamento definitivo de João Domingues no Challenger de Lima, até porque perdeu o jogo na vertente pares no dia anterior.

Frederico Silva e Gonçalo Oliveira ficaram aquém no Challenger de Liuzhou
Fonte: Estoril Open

Na China, Gonçalo Oliveira e Frederico Silva disputaram o Challenger de Liuzhou. Gonçalo Oliveira não se apurou para a segunda ronda da competição. Coube a Konstantin Kravchuk deixar o tenista de 24 anos pelo caminho, depois de vencer, no espaço de uma hora, a partida por 2-0. Em dois dias, Gonçalo Oliveira viu o seu nome retirado do quadro principal da vertente individual e de pares.

O jogador nascido no Porto mantém-se em solo chinês, uma vez que vai disputar mais uma Challenger, desta vez em Shenzhen.

Já Frederico Silva estreou-se com um triunfo sobre Rio Noguchi. A lutar por uma vaga nos quartos de final, Frederico Silva teve um encontro bastante intenso contra o sérvio Danilo Petrovic. A partida só ficou resolvida através de dois tiebreaks que, infelizmente, caíram para o lado do tenista sérvio. Apesar da derrota, quer em singulares, quer em pares, Frederico Silva deixou uma boa imagem no torneio chinês e quem sabe se não tem melhor sorte para o próximo ano.

Feitas as contas, a semana dos tenistas portugueses não terminou da melhor forma, ainda para mais com a lesão de João Sousa que viu a sua época chegar ao fim devido a lesão. Resta aguardar por melhores resultados no futuro e pela recuperação do nosso conquistador.

Foto de Capa: Millennium Estoril Open

Artigo revisto por Joana Mendes

Comentários