Cabeçalho modalidadesNa semana em que os amantes de ténis pararam para assistir a um torneio de exibição (Laver Cup), na WTA a competição não parou e, em Tóquio, jogou-se um sempre apetecível torneio Premier: o Toray Pan Pacific Open. Esta era a primeira oportunidade para ver em court Garbiñe Muguruza como número um mundial, mas a concorrência da espanhola era de peso e contava com nomes como os de Karolina Pliskova (número dois do ranking WTA), Caroline Wozniacki, Johanna Konta, Dominika Cibulkova ou Angelique Kerber.

Entre as principais favoritas imperou a normalidade, com exceções feitas a Kristina Mladenovic (eliminada logo na ronda inicial por Qiang Wang) e a Johanna Konta (eliminada na segunda ronda pela sempre competitiva Barbora Strycova). Se para a britânica o resultado, pese embora negativo, é relativamente aceitável, para a francesa o Toray Pan Pacific Open serviu apenas para acentuar um declínio evidente na segunda metade da temporada: foi derrotado por um duplo 6-0 (em 49 minutos) e somou a sua sétima derrota consecutiva sem vencer qualquer set!

Apesar da derrota, Anastasia Pavlyuchenkova realizou um excelente torneio em Tóquio Fonte: Toray Pan Pacific Open
Apesar da derrota, Anastasia Pavlyuchenkova realizou um excelente torneio em Tóquio Fonte: Toray Pan Pacific Open

Pela positiva, o destaque vai para Dominika Cibulkova que, igualmente a atravessar uma má fase, conseguiu atingir os quartos de final do torneio (nos quais dispôs de dois match points diante de Caroline Wozniacki), mas viu-se obrigada a desistir do encontro, por lesão, já no decurso do terceiro set. Também Angelique Kerber se exibiu a um nível muito superior ao que tem sido habitual em 2017: eliminou Karolina Pliskova nos quartos de final em dois sets e acabaria por ceder apenas na meia final, frente a Anastasia Pavlyuchenkova, mas não sem obrigar a que o encontro fosse decidido num terceiro set.

Anúncio Publicitário