US Open #2: “El primero” Grand Slam do número um mais novo de sempre

    CARLOS ALCARAZ | SEGUNDA SEMANA COM DIREITO A VÁRIAS MARATONAS

    - Advertisement -

    Antes de chegar à semana semana da competição, o prodigio espanhol derrotou Sebastian Baez, Federico Coria e Jeenson Brooksky. Alcaraz tinha o sonho de se tornar no mais novo número 1 de sempre. No ano passado, Alcaraz era o número 55 do ranking e afirmou que queria ser número 1 do mundo e vencer um Grand Slam. Um ano depois, acabou por conseguir as duas proezas.

    Nos oitavos-de-final, o tenista, de 19 anos, defrontou Marin Cilic. Antes do jogo, Rafael Nadal foi eliminado, ou seja, em caso de eliminação de Cilic, estava garantido que ia haver mais um tenista entre os vencedores de um Grand Slam. Após uma longa partida de quase quatro horas de cinco sets, Alcaraz conseguiu ultrapassar o tenista croata para passar aos quartos-de-finais da competição.

    Nos quartos-de-final, Alcaraz defrontou aquele que foi, para muitos, o verdadeiro duelo da competição: Jannik Sinner, o prodígio italiano. O encontro não foi uma novidade nem será o único nos próximos anos, ambos vão ser as dois caras da modalidade. Neste encontro, viveu-se uma verdadeira batalha, que durou 5h15m e tornou-se no segundo mais longo da história da competição. Um jogo que merece ser revisto.

    O tenista espanhol chegou ás meias-finais após dois jogos que duraram 9h no total, e o adversário era Frances Tiafoe, o tenista da casa e o carrasco do Rafael Nadal. Após um duelo entusiasmente de 4h22m, Alcaraz obteu a vitória no 5.º set da partida.

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    AFC Ajax despede treinador após série de resultados preocupante

    Alfred Schreuder não é mais o treinador principal do...

    Conhece os semifinalistas da Taça do Rei

    Realizaram-se os jogos dos quartos de final da Taça...

    Benfica vence Paços de Ferreira na Mata Real

    O Benfica triunfou por 0x2 na Mata Real, em...
    Filipe Torres
    Filipe Torreshttp://www.bolanarede.pt
    O Filipe saiu da Ilha de São Miguel, nos Açores, para tirar a Licenciatura de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Desde criança que é adepto de Futebol, tendo já sido árbitro. Para além do "desporto-rei", o Filipe também é apaixonado por Basquetebol e não falha no acompanhamento de Wrestling.
    Bola na Rede