A senda de títulos que, esta temporada, o Sporting Clube de Portugal está a conquistar nas diferentes modalidades tornam-no, de facto, um clube que recupera, passo a passo, o seu ecletismo. O título de campeão nacional de Voleibol foi mais um momento de afirmação do ADN do clube, não só da modalidade no universo leonino, mas desta Direção que apostou e criou todas as condições para as Modalidades de Pavilhão.

Importa relembrar o contexto em que esta equipa de Voleibol foi formada: ano de regresso do clube de Alvalade e constituída por jogadores provenientes, sobretudo, do Norte do país. Este facto, aliado a um outro, que é o de grande parte das equipas que disputam o campeonato nacional serem desta zona do País, o Sporting, num ato que considero de excelente visão estratégica, assinou um protocolo com a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira para que, no Pavilhão de Fiães, a sua formação de voleibol pudesse treinar durante a semana. A deslocação ao João Rocha seria feita apenas nas alturas em que a equipa jogava em casa.

A “turma de Alvalade” demonstrou sempre, ao longo da época, grande espírito de equipa
Fonte: Sporting Clube de Portugal – Voleibol

Além disso, a “pressão” que os pupilos de Hugo Silva tinham para ganhar o que quer que seja era mínima, fruto deste “regresso” à modalidade. Mas, mesmo assim, estes jogadores, treinador e restante staff respeitaram como ninguém, jogo após jogo, o símbolo que traziam ao peito, tomando para eles a missão leonina do esforço, dedicação, devoção e glória. Um muito obrigado a esses valentes leões!

Vale a pena ler a entrevista que Miguel Maia deu ao Diário de Notícias no dia nove de maio, onde afirma, entre outras coisas, que “o orçamento do Benfica para o voleibol era o dobro do nosso”. Tecendo largos elogios a Bruno de Carvalho, considera-o um Presidente do Clube e não apenas do Futebol: “É um presidente único e que veio demonstrar que ama o Sporting. Ele não é o presidente do futebol, é o presidente do clube e prova-o todos os dias. Tem de olhar para todo o mundo Sporting e é o que faz. Olhar só para o futebol é de alguém que apenas quer aparecer e de alguém que se quer aproveitar do clube e não de alguém que ama o clube.”

Mais uma vez ficava a prova, se ainda dúvidas houvessem, de que o Voleibol dos Leões veio para ficar. Mas veio, sobretudo, para ganhar, ganhar e ganhar.

Foto de Capa: Sporting Clube de Portugal – Voleibol

 

Comentários