sl benfica cabeçalho 1

“São mais que as mães”, são tantos que se construia mais um plantel e que quem sabe fazia frente a este (que atualmente deixa muito a desejar). O meu texto desta semana foca-se na atual situação de todos os jogadores emprestados do SL Benfica

Começando por André Horta, o médio português já deve estar mais do que arrependido pela decisão que tomou mas a verdade é que na altura podia prever que a concorrência na sua zona de conforto fosse bastante competitiva. Sem espaço no Sporting de Braga, o dossier do jovem jogador devia ter analisado já em Janeiro e tentar que empresta-lo a um clube onde tivesse mais oportunidades de jogo. Ou então, eu próprio via com bons olhos o regresso ao Benfica em troca de Filipe Augusto, por exemplo.

Yuri Ribeiro, o defesa internacional sub-21. O atual jogador do Rio Ave está a justificar a promessa que se tornou e está a ser com bons olhos que vejo o atual momento do jogador da formação. Se não surgirem surpresas, deverá manter-se por ali até ao final da época e no próximo ano poderá ser o substituto de Eliseu e a alternativa a Grimaldo.

Talisca, o grande problema. Anderson Talisca é talvez o caso mais complicado a tratar no final da época. O médio brasileiro já admitiu que não quer regressar ao Benfica e a verdade é que na Turquia é já um dos mais queridos jogadores do Besiktas. A sua venda parece-me ser a melhor solução visto que o Benfica não joga com posição 10 e daria certamente um bom encaixe financeiro aos cofres da Luz. Trata-se de um ótimo jogador mas que peca pelas suas ambições e atitudes.

Anúncio Publicitário
Talisca está emprestado ao Besiktas JK Fonte: Besiktas JK
Talisca está emprestado ao Besiktas JK
Fonte: Besiktas JK

Ponck, o centralão ofensivo. É central. É trinco. É forte fisicamente. É um nome a considerar no futuro. Atualmente joga no Desportivo de Aves e é uma das peças mais importantes da equipa. A sua tenra idade, 22 anos, pode ser um ponto forte na evolução da carreira e numa altura em que a Luisão já não é o mesmo e Jardel caminha para uma considerável idade, o jovem jogador pode vir a ser no futuro mais do que um mero emprestado.

Agra, negócios de Sr. Vieira. Não se compreende a compra de Salvador Agra. Já nem é  o seu empréstimo, onde, claramente, todos ficaram a ganhar mas sim o investimento feito. Agra é um bom jogador mas nunca para disputar lugar no plantel da Luz e isto leva-me a crer que trata-se de um negócio típico de Luís Filipe Vieira. Um caso a lamentar nos emprestados pelo Benfica.

Tal como Agra e Ponck, Arango está também emprestado ao Desportivo de Aves. A concorrência é forte em Aves e nem sempre consegue mostrar serviço com regularidade. É um caso onde é preciso perceber quais são as suas ambições e os interesses do Benfica para tomar uma decisão ponderada no final da época. É um jogador que conheço pouco portanto custa-me estar a opinar sobre a sua situação.