Em vésperas do jogo que colocará frente a frente Vitória FC e SL Benfica, Giorgi Makaridze, o guardião da turma sadina, proferiu declarações, no mínimo, infelizes.

Makaridze chegou a ser associado ao clube da Luz no último defeso, rumor que o Benfica desmentiu através de um comunicado. Bem, a verdade é que esta situação parece não ter caído bem ao guarda redes georgiano, que, na flash interview do jogo com o Portimonense SC, disse algo que qualquer profissional nunca deveria dizer: “É um jogo muito especial para mim. Vou tentar tudo para não perder contra o Benfica. Prefiro não perder contra o Benfica e perder todos os jogos que restam”.

Claro está que querer ganhar um jogo é perfeitamente normal: até aí, nada de mal. O problema surge quando Makaridze diz que não se importa de perder todos os restantes jogos desde que ganhe ao SL Benfica. Estamos perante uma clara falta de profissionalismo, quase como se de uma “birra” se tratasse.

É perfeitamente normal um jogador querer ganhar um jogo, é perfeitamente normal um jogador querer fazer um brilharete contra um “grande”. O que não acho normal, e considero até desrespeitoso para com o clube que representa, é que esteja disposto a boicotar o que falta da temporada por uma vitória contra o Benfica.

Anúncio Publicitário

Claro está que esta “troca” é irreal, não há forma de ser possível, mas as palavras de Makaridze e o seu pensamento são bastante condenáveis.

Makaridze é titular indiscutível do clube sadino, tendo disputado, nesta temporada, um total de 27 partidas
Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

As declarações do jogador de 29 anos não caíram bem no seio do Vitória, chegando ao ponto de os próprios colegas de profissão se afastarem desta polémica através das redes sociais, tal como aconteceu com Sílvio, atleta que até já passou pelos quadros dos encarnados. Também o próprio clube já se pronunciou acerca desta situação, demarcando-se dos comentários do seu jogador.

A atitude de Makaridze demonstra uma clara falta de fair-play e de noção. Pensar sequer em hipotecar toda a temporada do clube que representa por uma vitória frente a um adversário diz muito da personalidade deste guarda redes.

Até se podia considerar uma falha linguística, mas a viver em Portugal há seis anos, e tendo em conta que Makaridze fala fluentemente a língua portuguesa, tudo isto se trata de pura falta de profissionalismo.

Giorgi Makaridze já se retratou, através do seu Instagram pessoal, pedindo desculpas e referindo que tem consciência que as questões pessoais nunca se deviam sobrepor ao coletivo.

Esta era a única atitude que Giorgi podia tomar. Contudo, este caso deveria ser sancionado pela Liga Portugal. Toda esta situação é grave, muito grave.