Na ressaca da eliminação da Liga dos Campeões, o SL Benfica recebe o CS Marítimo, na ressaca do despedimento de Nuno Manta Santos e da contratação de José Gomes, ex-Rio Ave FC e ex-Reading FC. Na Luz, defrontam-se duas equipas a precisar de vencer, não apenas para recuperar da ressaca, mas também para fugir dos perseguidores – os da casa – e da linha de água – os forasteiros.

No regresso da pausa para seleções, a turma de Bruno Lage mostrou duas faces e conheceu dois resultados. Na visita a Vizela, a exibição encarnada foi deplorável, mas a vitória (suada) não escapou. Em Leipzig, as águias voaram alto, mas caíram com estrondo, vendo confirmada a eliminação da liga milionária em escassos minutos. No fecho de uma semana assim, só a soma de uma vitória com uma exibição portentosa pode ter como resultado o agrado dos sócios e adeptos.

FAVORITISMO ENCARNADO? ARRISCAS MUITOS GOLOS PARA ESTA PARTIDA? APOSTA COM A BET.PT!

Mais premente se torna a necessidade de vencer e convencer este jogo caseiro – no regresso a casa e na estreia do novo relvado – quando colocado em perspetiva com o ciclo de jogos que o sucede. A receção aos madeirenses não é apenas o fecho de uma semana difícil – é o início de um ciclo de muitas e árduas batalhas, em várias frentes.

Anúncio Publicitário
Bruno Lage tem na receção ao CS Marítimo um teste importante para preparar um mês de dezembro bastante preenchido
Fonte: SL Benfica

Até ao final de dezembro, as águias decidem o seu futuro na Taça da Liga, na Taça de Portugal e nas competições europeias, defendendo em simultâneo o título de campeão nacional em partidas, por exemplo, frente ao Boavista FC ou ao FC Famalicão. Perder pontos em casa seria – ainda mais – inaceitável, nesta conjuntura.

Além de vencer e convencer, será preciso gerir a equipa de forma inteligente, para que esta possa enfrentar com frescura o ciclo de jogos que encerra o ano civil. A poupança maior (a la Black Friday) será, por certo, na terça-feira, na visita à Covilhã para a Taça da Liga. Todavia, depois da exigente partida na Alemanha, é provável que Bruno Lage altere algumas peças, fazendo ingressar no onze Florentino e, quiçá, Raul de Tomás.

O setubalense terá que delinear bem a estratégia, mais do que a tática, para a receção ao Marítimo e para os jogos seguintes. Um trabalho complexo mas importante, que, se se revelar frutífero, poderá conduzir os encarnados a um ciclo vitorioso que pode ser um dos mais importantes passos rumo a uma época positiva. No entanto, se os planos saírem gorados, o ciclo de dezembro, mais do que invernal, pode revelar-se infernal. E se o for, as consequências que disso advierem serão muitas e gravosas, para o conjunto e para as individualidades.

Foto de capa: SL Benfica