Bruno Lage, em poucas semanas de trabalho como técnico principal do SL Benfica, já tinha feito muitas coisas inesperadas, mas nada fazia esperar a aposta do jovem treinador em Taarabt. Se bem se lembram, o médio marroquino chegou ao plantel do Benfica com o objetivo de relançar uma carreira que, se de início era bastante promissora, quando chegou estava manchada pelo seu passado.

O jogador tinha tido problemas disciplinares nos clubes por onde tinha passado anteriormente, mostrava pouca forma física, isto é, peso a mais, e tinha chegado ao clube da luz sem uma grande justificação dada por quem deveria, em tempos, ter dado. A verdade é que dois pontos que Tarrabt tinha a seu favor eram a sua qualidade, que poderia estar apenas “escondida” e que já tinha sido demonstrada – principalmente no AC Milan -, e a polivalência de posições, que aumentaria as opções ao técnico encarnado.

O médio chegou e nada se viu. Nunca foi chamado ao plantel principal. Na equipa B, teve momentos. E foi nos empréstimos que em melhor plano esteve. Mostrava que tinha ainda alguma sabedoria futebolística e que, quem sabe, treinando, com tempo poderia chegar a relançar a sua carreira ao mais alto nível.

Taarabt saltou do banco sempre para ajudar os colegas a procurar um resultado positivo
Fonte: SL Benfica

Bruno Lage, como já mostrou muitas vezes, conta com todos os jogadores que estão no plantel. Já apostou em muitos jovens do Seixal e levou, até ao momento, dois deles a titulares regulares no plantel principal da Luz. Contudo, se perguntarmos a qualquer adepto do Benfica se acreditaria, no início do ano, que iria ver o médio marroquino a estrear-se no plantel principal, todos diriam que não. Um “não” muito errado, pois Bruno Lage surpreendeu tudo e todos e convocou o jogador para a receção ao Tondela, última partida a contar para a Liga NOS. Tanto convocou como apostou na entrada do jogador numa altura em que o Benfica precisava de chegar ao tão desejado golo.

Anúncio Publicitário

E o que é que se viu? Viu-se um bom jogador. Um jogador que, não enchendo as medidas, acabou por cumprir na mesma aquilo que era pedido. O seu físico está em dia e o grande porte fez a diferença em alguns duelos com os adversários. Mostrou técnica e rapidez nas decisões, mostrou vontade. Algo em que muitos adeptos tinham dúvidas era nas atuais intenções de Taarabt ao servir ainda as cores encarnadas. E, se a escolha de Bruno Lage foi correspondida, a aposta continuou e voltamos a ver o jogador nos convocados para a deslocação a Alvalade para a Taça de Portugal. Um jogo onde o marroquino entrou nos últimos minutos, na tentativa desesperada em chegar ao tão desejado golo.

Será que vamos ver o médio mais vezes? Será que a aposta é acertada? Será que há tempo de o fazer renascer? Será que, agora que Gabriel está lesionado, pode ser uma boa opção? Muitas questões se colocam agora que Bruno Lage decidiu trazer Taarabt para a equipa principal e só o próprio Bruno Lage pode responder a todas elas.

Artigo revisto por: Mariana Coelho

Foto de Capa: Bola na Rede

Comentários