Mais uma pausa para as seleções, mais algum merecido descanso a jogadores que precisam. Apesar de quebrar alguma rotina de treinos ao serviço do clube, as pausas para os jogos de qualificação das seleções costumam oferecer descanso físico aos jogadores que não são convocados para representarem o seu país. Mas, neste contexto, não se enquadram quatro jogadores do Sport Lisboa e Benfica: Pizzi, Rafa Silva, Rúben Dias, e o estreante na seleção sénior, João Félix.

Rúben Dias é sem qualquer dúvida titular absoluto na seleção portuguesa. Foi das maiores revelações futebolísticas do ano passado não só na equipa principal do Benfica, mas também a saltar para a titularidade na seleção sénior. É um dos melhores centrais da liga portuguesa e, apesar de alguns erros individuais (incluindo o que resultou num golo dado ao Belenenses SAD), é um defesa que faz o seu trabalho como poucos o fazem. Afasta muita ameaça à baliza encarnada, resgata muitas bolas perigosas e, no aspeto ofensivo, também se impõe na grande área adversária com um jogo aéreo audaz.

Rafa Silva continua a ser uma boa aposta para a ofensiva portuguesa. A sua velocidade, drible, finta, e até o seguimento e construção de lances perigosos são tudo caraterísticas que Rafa tem mostrado no “novo” Benfica. Está a jogar melhor que nunca e merece a aposta de Fernando Santos. Um dos problemas de Rafa Silva era simplesmente falhar muitos golos, mas neste momento é um dos melhores marcadores do Benfica na liga portuguesa, com 10 golos, o mesmo número dos companheiros de equipa Jonas e João Félix. Um jogador que já tinha sido apontado como flop por alguns provou e tem provado que tem muita qualidade.

Em relação à última convocatória de Fernando Santos, Gedson Fernandes foi substituído por João Félix na chamada à seleção portuguesa
Fonte: SL Benfica

Pizzi é também uma muito boa aposta para a seleção nacional, mesmo não sendo ele o médio mais vistoso que Fernando Santos pode ir buscar. Muito provavelmente não vai jogar a titular, mas é uma boa opção para um jogo mais seguro e com maior controlo no meio campo. A meu ver, Pizzi é um jogador chave no plantel do Benfica, tem uma visão de jogo excelente e, ao ser bem aproveitado por Bruno Lage, cada vez menos comete aqueles erros mais aparatosos aos quais estávamos a ficar habituados a ver. Tem sido uma peça fundamental na construção do jogo ofensivo encarnado.

João Félix é o estreante na seleção sénior, que já promete tanto. Na minha opinião, não se devia deitar já os foguetes e apelidar João Félix de novo Cristiano Ronaldo, até porque comparações deste nível só colocam mais pressão no jovem jogador, e não faz grande sentido, pois são atletas completamente diferentes. Mas não podemos negar que Félix tem muita qualidade, e tem sido mais um dos jogadores chave do Benfica. Joga e faz jogar de águia ao peito, resta saber se também joga e faz jogar na seleção das quinas.

Texto revisto por: Mariana Coelho

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários