3.

SL Benfica 10-0 CD Nacional – Quatro dias após golearem os eternos rivais no dérbi lisboeta, os encarnados recebiam o Nacional, numa noite memorável para todos os benfiquistas. A 10 de fevereiro, aniversário de Fernando Chalana, os comandados de Bruno Lage iriam entrar para a história encarnada do século XXI, ao aplicar “chapa dez” aos madeirenses, dando continuidade ao bom momento que atravessavam.

As “águias” adiantaram-se no marcador com apenas 34 segundos de jogo, levando a Luz ao rejúbilo total. Seguiriam-se 90 minutos de uma avalanche ofensiva imperdoável, com golos para todos os gostos. O sonho de ser campeão, outrora esquecido, voltava a pairar sobre a mente dos benfiquistas, que viam em Bruno Lage um homem que poderia fazer o impossível e levar as “águias” ao tão desejado 37.