Anterior1 de 4Próximo

O CD Aves perdeu por 0-3 frente ao SL Benfica, naquele que foi o último encontro desta jornada 23. Seferovic e Rafa, ainda na primeira parte, e Ferro, na segunda, apontaram os três golos.

A vitória alcançada na jornada passada não foi suficiente para o CD Aves deixar os lugares de despromoção. Ainda assim, foram mais três pontos moralizadores para a formação às ordens de Inácio, que ainda só perdeu frente ao Sporting de Braga, também dentro de portas. Já o SL Benfica, chega a Vila das Aves depois da maior goleada da época. Os 10-0 frente ao CD Nacional, a par do empate do FC Porto na casa do Moreirense FC, permitiram uma aproximação ao topo da tabela. À entrada para este encontro, a distância para o líder é de quatro pontos, mas a vitória recoloca os encarnados a apenas um ponto.

A jogar em casa e perante as bancadas praticamente repletas, os avenses pareciam querer entrar por cima na partida e, ainda antes dos dois minutos, Baldé apareceu com perigo na frente. O remate passou ao lado da baliza de Odysseas, mas já estava assinalado fora de jogo ao cabo-verdiano.

Na resposta, e logo aos três minutos, o SL Benfica abriu o marcador, por intermédio de Seferovic. O cruzamento surgiu da direita, por Samaris, e o suíço não desperdiçou e assinou o seu 14º golo nesta edição do campeonato. O SL Benfica ficou por cima no encontro e ameaçou ampliar a vantagem pouco tempo depois, por João Félix. Rafa seguia para a baliza mas viu Jorge Felipe atrapalhar a sua ação. João Félix, com a sobra, atirou à malha lateral.

João Félix voltou a colocar as redes de Beunardeau em risco ao minuto 14, com um remate forte no coração da área. O guarda-redes do CD Aves foi obrigado a uma grande intervenção e, na recarga, foi a defesa avense a aliviar o perigo.

O segundo aviso do Aves surgiu pouco depois do quarto de hora, com Luqinhas a desequilibrar na frente mas a atirar ao lado. Odysseas foi obrigado a mostrar serviço pouco antes da meia hora de jogo, em resposta a um livre cobrado por Rodrigo, que levava o carimbo de empate. Era a resposta, ainda que tímida, do CD Aves, após uma entrada forte das águias.

E numa altura em que a formação às ordens de Inácio tentava reagir à desvantagem, apareceu Rafa para, com um grande remate, fazer o 2-0. O passe foi de João Félix e o remate, em arco, não deixou hipóteses a Bernardeau. Destaque ainda para Rodrigo, já para lá dos 40, com um pontapé de fora da área, a colocar o guarda-redes encarnado à prova.

As águias foram sempre superioras durante o encontro
Fonte: SL Benfica

O SL Benfica saiu para intervalo em vantagem e João Félix esteve perto de a aumentar logo no recomeço do encontro, ao minuto 47. Valeu Beunardeau atento, a evitar. Sem deixarem de ter os olhos na baliza adversária, os encarnados tiveram uma grande oportunidade para o terceiro, aos 53 minutos, depois de uma jogada de envolvimento. A bola apareceu aos pés de Seferovic, que só tinha de encostar, mas Vítor Costa apareceu no momento certo para o corte.

As várias ameaças acabaram por concretizar-se aos 59 minutos, com Ferro a assinar o terceiro depois de uma falha de Beunardeau. Na sequência de um canto de Pizzi, na direita do ataque, o guarda-redes do Aves saiu mal e acabou por ficar a meio caminho. O central do SL Benfica aproveitou para o chapéu e para inscrever o seu nome nos marcadores do jogo. Beunardeau, até ao momento em bom plano, acabou por falhar e consentir o terceiro para o emblema da Luz.

E se o nome de Ferro já estava inscrito entre os marcadores, acabou por ficar também inscrito no aspeto menos positivo do jogo, ao ver o vermelho direto por falta sobre Derley, aos 64′. O avançado avense ia isolar-se e, à entrada da área, Ferro impediu a sua progressão com um agarrão. Na sequência da falta, Rodrigo cobrou o livre e obrigou Odysseas a nova boa intervenção.

Com poucas hipóteses de reverter o resultado negativo e o consequente regresso às derrotas, o CD Aves não foi capaz de voltar a incomodar verdadeiramente o SL Benfica, que geriu confortavelmente a vantagem. Esta é a segunda derrota da era Inácio e veio confirmar o regresso da equipa à zona de despromoção. Já o SL Benfica mantém a perseguição ao FC Porto e volta a colar-se ao primeiro lugar, com apenas um ponto de atraso.

Onzes e substituições

CD Aves: Beunardeau, Rodrigo, Ponck, Diego Galo, Jorge Felipe, Vítor Costa (Rúben Oliveira,65′), Vítor Gomes (Miguel Tavares, 78′), Braga (Fariña, 65′), Baldé, Luqinhas e Derley

SL Benfica: Odysseas, André Almeida, Rúben Dias, Ferro, Grimaldo, Pizzi, Samaris, Gabriel, Rafa (Gedson, 77′), João Félix (Zivkovic, 86′) e Seferovic (Jonas,83′)

Anterior1 de 4Próximo

Comentários