O avançado de 21 anos Darwin Núñez é o mais recente reforço do SL Benfica. O passe do uruguaio custou 24 milhões de euros ao clube encarnado, passando assim a ser a contratação mais dispendiosa da história do futebol português (ultrapassando Raúl Jiménez).

Darwin chega da segunda divisão espanhola, onde impressionou e cativou a Europa ao serviço do UD Almería de Pedro Emanuel, Mário Silva e agora José Gomes. Em Espanha, Núñez apontou 16 golos em 30 jogos.

Núñez estreou-se na seleção celeste com 20 anos. O primeiro golo surgiu apenas cinco minutos depois de ter entrado em campo. Um dos mais rápidos de sempre a marcar pela seleção do Uruguai.

Darwin é um avançado alto e possante, mas que conta com uma coordenação acima da média para a sua estatura. A surpreendente velocidade que possui é uma das suas grandes armas para ultrapassar a linha defensiva adversária.

Anúncio Publicitário

O uruguaio tem um índice de esforço muito elevado no trabalho sem bola. Sempre muito inteligente e reativo no momento de pressão ofensiva. Recupera muitas bolas em zona de finalização.

Darwin não é um avançado muito participativo na construção, nem é conhecido pela sua qualidade de passe (apesar de ser capaz de fazer combinações curtas). Descer no terreno para receber a bola não é uma das suas dinâmicas principais.

O antigo número 21 do UD Almeria pode funcionar como um homem alvo e tentar receber bolas longas ou ganhar de cabeça para os seus colegas. Nesta situação tenta sempre receber junto dos laterais adversários onde pode valer-se da sua complexão física. O ataque à profundidade que procura constantemente oferece uma opção aos centrais ou médios na construção.

Na primeira época na europa, Darwin Núñez brilhou ao serviço do UD Almería
Fonte: UD Almería

Núñez é um avançado muito móvel. Está sempre em movimento, sempre à procura de fornecer linhas de passe aos colegas e sempre à procura no espaço nas costas da linha defensiva.

O pé direito é o seu preferido, mas é capaz de utilizar e finalizar com o esquerdo. Na época agora findada visou a baliza adversária 2.5 vezes por jogo (eficaz) e recebeu a bola na área adversária 4.8 vezes por jogo.

Apesar de ser capaz de ultrapassar os defesas adversários, completa apenas 1.3 dribles por jogo (56%). Não é um jogador especialmente tecnicista, mas tem qualidade nos pés. A sua inteligência e poder físico são o que lhe permitem ultrapassar adversários. É um jogador que tem perfeita noção das suas qualidades e das suas fraquezas.

Darwin não é um avançado muito vistoso, mas é bastante agressivo e conta com uma capacidade de finalização notável. Nas mãos de Jorge Jesus poderá funcionar quase como um Slimani, mas com mais qualidade técnica e inteligência.

Darwin Núñez chega ao SL Benfica por um valor bastante inflacionado devido à urgência de trazer reforços para uma das fases decisivas da época, devido à forte concorrência pelo jogador e também pelo elevadíssimo potencial do atleta.

Carlos Vinícius, apesar da inegável qualidade e pelo que se viu até agora, terá muitas dificuldades em encaixar nas novas dinâmicas que Jorge Jesus introduziu na equipa. Seferovic tem as características necessárias para tal, mas a qualidade já é mais questionável.

Darwin Núñez, pelas suas características, surge como o jogador perfeito para encabeçar o ataque encarnado. O seu potencial é um grande plus nesta contratação. A confirmar o que se espera dele, um elevado encaixe financeiro poderá estar no horizonte. No entanto, o mais importante será sempre o rendimento desportivo do jogador. Não me parece que vá desiludir.

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão