sl benfica cabeçalho 1

Muito se tem falado de Pizzi e da sua forma (ou falta dela). Foi considerado o melhor jogador da liga, mas agora o médio do Benfica tem tido um nível exibicional abaixo daquilo a que nos habituou. Razoável? É que Pizzi foi um dos grandes obreiros do tetra: durante várias épocas consecutivas, foi sempre um trunfo inquestionável na equipa das ‘águias’, tendo acabado a última época ‘sem poder com as pernas’.

E esse cansaço continua demasiado notável desde que a nova época começou. O camisola 21 deixou de ser a ponte firme entre meio-campo e ataque para passar a arrastar-se em campo, completamente alheio ao jogo e desconectado do resto da equipa (ainda que toda a equipa seja pateta a jogar). E essa discrepância é ainda mais vincada em jogos com equipas de mais qualidade. O Benfica é ridicularizado e já nem Pizzi nos vai safando – os passes falhados e os maus posicionamentos são uma constante.

Na última jornada, aquando da deslocação do Benfica ao reduto do Tondela, o internacional português marcou dois golos e fez uma assistência, com uma exibição menos má do que aquelas que havia vindo a fazer. Ligou-se mais à frente de ataque, desestabilizando os médios adversários e aparecendo nas zonas de finalização. Basicamente foi a noite de Pizzi, que se portou bem e fez o que quis em campo.

Pizzi foi o melhor jogador da última temporada Fonte: SL Benfica
Pizzi foi o melhor jogador da última temporada
Fonte: SL Benfica

A questão que surge neste momento é se Pizzi terá ganhado a confiança de que precisava para estar de volta. Principalmente quando está um derby aí à porta. O Benfica vai receber o Sporting e, se quer manter a (remota) hipótese de conquistar o penta, a boa forma de jogadores experientes é crucial.

Anúncio Publicitário

Pizzi continuará certamente a ser titular, porque assim determina o futebol de Rui Vitória. Todos queremos que o ‘comandante’ regresse, e só minutos de jogo lhe poderão dar essa oportunidade.

Foto de Capa: SL Benfica