Everton Soares ou “Cebolinha”, como é conhecido, assinou pelo SL Benfica em agosto de 2020 e era um dos reforços de peso mais aguardado pelos adeptos. Depois de espalhar magia nos relvados brasileiros e de ter marcado 20 golos em 57 jogos, em 2019, os benfiquistas não esperavam pouco do jogador.

Tudo começou como era expectável. No primeiro jogo da Primeira Liga, frente ao Famalicão FC, a equipa encarnada goleou e Everton foi uma das figuras de destaque, tendo marcado o segundo golo e feito uma assistência. As expectativas estavam altas, mas a adaptação do extremo brasileiro à equipa não estava a ser a melhor. A magia não aparecia e as exibições começavam a ficar aquém do esperado.

Apesar de no jogo seguinte ter feito mais uma assistência, os golos pareciam não chegar. Só na oitava jornada é que voltou a marcar. À décima jornada, mais um golo e uma assistência. A tempestade parecia ter chegado ao fim, mas não. Se antes o panorama já não era favorável, a partir desse jogo piorou. Nos sete jogos seguintes saiu em branco. O tempo passava e ao desempenho de “Cebolinha” somavam-se mais quatro assistências.

Anúncio Publicitário

Chegava finalmente a bonança. Aos 94 minutos do jogo frente ao Portimonense SC, Everton marcou o quinto golo dos encarnados num remate quase sem ângulo, depois de passar por Samuel. Mas o melhor e o verdadeiro “Cebolinha”, aquele que os adeptos estavam habituados a ver, apareceu no jogo frente ao CD Tondela.

Ao minuto 12 da partida, Everton criou desequilíbrio na área e cruzou para o golo de Pizzi. Sete minutos depois chegou a magia – Everton acelerou e com um remate em arco apontou o segundo golo da partida. Um verdadeiro golaço!

Everton tem subido de rendimento
Everton tem subido de rendimento
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Pode mesmo dizer-se que o brasileiro foi o maior destaque da equipa nessa partida, tendo sido considerado o “Homem do Jogo”. Aquela que pode ser apontada como a melhor exibição do extremo ao serviço do SL Benfica valeu-lhe a titularidade no clássico frente ao FC Porto.

E por falar em clássico, o brasileiro voltou a ser o melhor em campo. Decorridos 22 minutos de jogo, a magia espalhou-se novamente pelo relvado do Estádio da Luz. Cebolinha deixou dois adversários pelo caminho, tabelou com Pizzi e rematou para o fundo da baliza, fazendo o primeiro golo da partida, que valeu às águias o empate. Desta forma, já são duas jornadas consecutivas a marcar.

É certo que Everton quer provar que foi uma boa contratação e que pode dar o seu contributo à equipa. Até ao momento conta com seis golos e oito assistências, ocupando o segundo lugar na lista de jogadores com mais assistências na Liga.

Com altos e baixos, resta agora ver se o jogador vai continuar a evoluir e a mostrar o que de melhor sabe fazer – criar desequilíbrio, assistir os colegas de equipa e encantar os adeptos do desporto rei, como ele já provou que consegue concretizar.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome