Anterior1 de 4Próximo

sl benfica cabeçalho 1Após o início menos convincente do Sport Lisboa e Benfica esta temporada, muita tinta se fez correr sobre o desinvestimento que se verificou por parte do clube encarnado no mercado de Verão, após a conquista do tetracampeonato. Tudo parecia estar bem, numa plenitude de conquistas a nível nacional. No rescaldo da conquista da dobradinha caseira, veio o mercado de verão para levar algumas pérolas, alguns dos jogadores mais influentes na equipa para a conquista dos títulos, para outros ares. Ora se saiu Ederson, Lindelöf, Nélson Semedo e Mitroglou do onze benfiquista, não se via na equipa que iniciou a temporada, jogadores aptos o suficiente para preencher o vazio por eles deixado. Isto verificou-se nos resultados que as águias apresentaram ao longo deste primeiro terço de época, bem diferente daqueles a que os adeptos estavam habituados, ainda para mais quando o normal era vencer, e vencer bem, ao longo de quatro épocas consecutivas.

Continuando com um pé fora das competições europeias e a cinco pontos do líder da Primeira Liga, o Benfica, pelo menos, tem conseguido manter essa distância, acabando mesmo por se aproximar do segundo lugar, após o empate do Sporting frente ao SC Braga, ficando agora separados por apenas um ponto. No entanto, não parecem ser vitórias convincentes, pois ainda falta algo a este Benfica, que não faltava a época passada.

Svilar agarrou a baliza encarnada e em apenas um jogo convenceu os adeptos Fonte: SL Benfica
Svilar agarrou a baliza encarnada e em apenas um jogo convenceu os adeptos
Fonte: SL Benfica

Estando em meados de novembro, falta pouco mais de um mês para abrir o mercado de inverno, possibilitando aos encarnados o preenchimento de vagas que parecem ainda estarem aquém daquilo que se pede de uma equipa que luta pela conquista do pentacampeonato. Que as coisas têm vindo a melhorar, é algo que se consegue observar em campo, mas um ataque direto a este mercado poderia aumentar ainda mais a qualidade de jogo, levando, então, o plantel a jogar bom futebol e a vencer jogos como habituou a sua massa adepta.

Após a quase crucificação do substituto natural de Ederson, Bruno Varela, Svilar, o jovem de 18 anos, foi colocado na frente da baliza com a missão de a defender melhor do que aquele que estava a render. Acontece que foi uma aposta aparentemente ganha, pois vê-se imensa qualidade em Miles Svilar e poder-se-á assim ver arrumado o assunto da baliza.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários