sl benfica cabeçalho 1

De fora das opções de Rui Vitória desde o dia 30 de julho, altura em que se lesionou numa partida amigável frente aos alemães do Leipzig, o avançado grego Kostas Mitroglou vê o seu lugar no plantel em risco.

Numa fase inicial, e devido ao facto de o mexicano Raul Jiménez ter mais propostas para rumar a outro clube, tudo levava a crer que Mitroglou iria permanecer no clube e concorrer com Seferovic ao lugar de companheiro de Jonas na frente de ataque.

Porém, a cada vez mais previsível permanência de Jiménez no plantel e a lesão que Mitroglou contraiu ainda na pré-época veio alterar o rumo dos acontecimentos. Jiménez também fica no plantel, o que significa que Mitroglou vai ter o árduo trabalho de competir com mais três jogadores de elevado gabarito por um lugar no XI encarnado. Conseguirá Mitroglou impor-se?

A seu favor, Mitroglou tem a capacidade física que em jogos face a equipas mais fortes fisicamente pode ser importante, nomeadamente para a equipa encarnada ter uma maior presença na área e ganhar mais força nos lances aéreos.

Mitroglou marcou 27 golos na época passada Fonte: Flickr
Mitroglou marcou 27 golos na época passada
Fonte: Flickr

Aliado ao poder físico, o grego pode ainda fazer uso do seu estilo de jogo. Por ser um avançado caracteristicamente posicional, poderá assumir um papel essencial numa partida em que se torne necessário abordar o jogo de forma direta – abdicando da construção faseada dos momentos de ataque – em que seja preciso fazer recuar as linhas defensivas da equipa adversária ou segurar um resultado nos minutos finais.

Jonas, caso nada haja em contrário, é dono de um lugar no ataque. Portanto, a “luta” intensificar-se-á entre o grego, o mexicano Jiménez e o suíço Seferovic. A mobilidade atacante de Seferovic e a eficácia de Jiménez vão ser as principais dificuldades com que Mitroglou terá de competir para ser titular.

Mas, felizmente para o clube e para os adeptos encarnados, as competições são muitas e Rui Vitória no decorrer da época vai, naturalmente, sentir necessidades de recorrer a todo o plantel para corresponder às necessidades táticas da equipa e ao cansaço físico que os jogadores vão acumulando durante toda a temporada. Por isso, com mais ou menos regularidade, creio que Mitroglou vai jogar um número bastante razoável de jogos, ainda que, possivelmente, não seja titular em muitos deles.

Foto de Capa: Flickr

Artigo revisto por: Ana Rita Cristóvão

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários