O SL Benfica iniciou a pré-epoca há quase um mês e está a preparar-se melhor que nunca para a nova temporada que se aproxima. São muitos os jogos que vão iniciar-se agora no próximo mês de agosto.

Ainda no decorrer da época anterior, que o Benfica já organizava e planeava o plantel da época 2018/2019. O ataque ao mercado de transferências foi feito de forma incisiva e coerente. O objetivo de alcançar o apuramento para a Liga dos Campeões, é visto como crucial para as contas bancarias do clube. Visto que os encontros de apuramento se disputam ainda no mês de agosto, é crucial ter o plantel definido o quanto antes.

No que toca ao objetivo principal, a reconquista do campeonato, os responsáveis da luz, tentaram entregar a Rui Vitoria todas as ferramentas necessárias para que não se repetisse novamente o desastre que foi a época passada. E mais que a conquista do trinta e sete, é não deixar que o FC Porto consiga novamente o domínio do futebol Português.

Ano após ano, o Benfica move-se intensamente no mercado de transferências. É sempre uma incógnita, tentar adivinhar qual será o plantel “oficial” para cada época que se inicia. Ou será por estratégia de mercado, tentando sempre fazer render os ativos do clube, ou simplesmente para atos de experiência que podem ou não resultar em boas apostas.

Este ano não foge á regra. Mas, pelos vistos, a interrogação ficou ainda maior, quando os rumores começam a ganhar alguns contornos de pura realidade.

Anúncio Publicitário

Vamos agora debruçar sobre o que pode vir a ser o plantel em definitivo do Benfica da nova temporada desportiva. Mas antes de “escolhermos” os eleitos de Rui Vitoria, mesmo antes de ele saber, temos de fazer uma pequena reflexão sobre cada um dos casos que mais incertezas levantam.

Interessa-nos só, todos aqueles que integraram a equipa de trabalhos no início ou durante o estágio de pré-epoca. Portanto aqui vai um pequeno resumo da situação de cada um dos jogadores incertos paras as contas finais.

Muitas caras novas, muitas são as palestras dadas por Rui Vitoria
Fonte: SL Benfica

João Amaral, contratado ao Vitoria FC, iniciou a pré-epoca com o clube encarnado, mas já seguiu caminho diferente e bem longe de terras lusas. Não convenceu Rui Vitoria e foi emprestado ao Lech Poznan da Polónia.

No caso dos mais jovens que puderam mostrar-se, mas que não conseguiram ainda ganhar o seu espaço, temos: André Ferreira, Alex Pinto, Heriberto Tavares, e Chris Willock. Todos eles desceram para a equipa B.

Dos sobreviventes mais novos, temos o João Félix e Gedson Fernandes. Também será muito difícil para eles ficarem no plantel. Tudo depende de quem mais poderá sair ou não, até ao fecho do mercado. Mas o mais provável é ficarem na equipa B ou nos sub-23.

Chiquinho é quase certo que não irá permanecer no plantel. Muito provável que seja emprestado ou que integre a equipa B ou de sub-23.