O Sport Lisboa e Benfica está a realizar uma boa reta final na Primeira Liga e muito se deve à subida de rendimento não só da equipa, mas também de um jogador em especial. Rafa Silva tem sido um dos melhores da parte encarnados e o impacto que causa em campo não está espelhada na estatística, ou pelo menos não em golos.

A derrota frente ao Gil Vicente FC foi um duro golpe nas aspirações das águias pelo título nacional, contudo o SL Benfica tem obtido excelentes resultados. São dez vitórias nos últimos onze jogos e não fosse o desaire caseiro frente aos gilistas, este seria um registo perfeito que relançaria as pretensões dos encarnados ao título. Realisticamente falando, o SL Benfica tem ainda para disputar não só a final da Taça de Portugal, como o segundo lugar da tabela classificativa que garante o acesso direto à Liga dos Campeões na próxima temporada.

Jorge Jesus tem apostado num esquema de três centrais o que ao, contrário do que muita gente pensa, traduz-se num SL Benfica mais ofensivo com os laterais a juntar-se ao último terço do terreno de jogo para ajudar a equipa. Rafa Silva tem estado em grande plano e está a cumprir aquilo que se espera de um jogador deste calibre.

Ao português não lhe é pedido que só marque golos ou que faça o último passe, é lhe pedido que garanta o desequilíbrio da equipa adversária e nisso Rafa tem sido simplesmente fantástico. Claro que se pelo meio meter umas bolas no fundo da baliza e somar umas assistências nenhum adepto ficará desapontado. O internacional português tem sido, sem qualquer dúvida, dos melhores jogadores da equipa da Luz nesta ponta final da Primeira Liga.

Rafa Silva tem sido um dos destaques da reta final da época encarnada
Rafa Silva tem sido um dos destaques da reta final da época encarnada
Fonte: Isabel Silva / Bola na Rede

A facilidade com que Rafa se liberta das marcações torna-se preponderante para criar “buracos” nas defensivas adversárias e é nisto em que é exímio. Desta feita, permite que surjam outros jogadores livres de marcação prontos para marcar golo. Incansável na luta pela bola, sem ela é capaz de ser tão ou mais importante ainda para o jogo encarnado.

Anúncio Publicitário

A dupla Seferovic – Rafa Silva tem dado frutos, estando mesmo a ser uma das melhores fases da temporada no plano ofensivo dos encarnados. Seferovic tem sido o “homem-golo” de serviço e Rafa Silva tem sido um dos principais “culpados” do bom momento de forma do avançado helvético.

O extremo regista, na sua conta pessoal nesta temporada, nove golos e nove assistências em 42 jogos, destacando-se como um dos pêndulos do processo ofensivo da equipa. Não sendo a temporada com os melhores números da conta pessoal, é das melhores em termos de desempenho, sobretudo numa fase em que a equipa necessita do contributo de todos os jogadores.

Com a temporada quase a terminar, o Sport Lisboa e Benfica tem ainda pelo que jogar. Os planos saíram furados, uma vez que o título parece cada vez mais uma miragem, a campanha europeia foi um desastre e neste momento só a Taça de Portugal e a entrada direta na Liga dos Campeões poderão salvar uma época apática por parte das águias.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome