Jorge Jesus chegou ao clube da Luz no mercado de verão, mas desde cedo começou a “arrumar a casa”. Alguns jogadores foram imediatamente colocados na porta de saída, mas outros ganharam a confiança do técnico português. Um desses jogadores é Rafa Silva, internacional português de 27 anos que representa as cores do SL Benfica há mais de quatro anos.

Natural de Vila Franca de Xira, Rafa Silva foi, no verão de 2016, transferido do SC Braga para os “encarnados” por 16 milhões de euros, o maior negócio de sempre realizado entre dois clubes portugueses.

Apesar dos 31 jogos realizados, a sua primeira época não foi produtiva dado que marcou apenas dois golos e jogou um futebol diferente daquele que jogava no clube minhoto. Com o decorrer da época 2017/2018, os números voltaram a não impressionar: 25 jogos e três golos. As criticas eram muitas e o empréstimo parecia ser a melhor solução para o jogador ribatejano.

A época 2018/2019 chegou e Rui Vitória decidiu ficar com o jogador. De facto, parece ter acertado. Nessa mesma temporada, o internacional português marcou 21 golos em 44 jogos, quase tantos como nas cinco épocas anteriores. Com 25 anos, o extremo “explodiu” e deslumbrou no então campeão nacional.

Anúncio Publicitário
Rafa Silva realizou uma época 2019/2020 algo conturbada
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Com uma estatura física própria de um extremo móvel (1,70m e 60kg), Rafa caracteriza-se pelas sua velocidade, sendo considerado por muitos um dos jogadores mais rápidos do nosso campeonato. As explosivas diagonais, o um-para-um e a agilidade são as principais armas do extremo português que tem o seu valor de mercado fixado nos 24 milhões de euros, segundo o Transfermarkt.

Após um final de época atípico no clube da Luz e com as exibições de Rafa a deixarem “muito a desejar”, Jorge Jesus segurou o internacional português e colocou-o novamente na posição onde se sente mais confortável: extremo.

Além do seu tradicional jogo muito ofensivo, Rafa passou agora a defender mais do que fez com qualquer outro treinador e a jogar um futebol mais intenso e coletivo. No jogo frente ao Moreirense, o internacional português recuou várias vezes no campo – através da sua velocidade – para desarmar jogadores adversários e, assim, recuperar a bola para “os encarnados”. É um atributo que Rafa vem ganhando com a chegada de Jorge Jesus e que só benefícia o jogo do ribatejano.

Até ao momento, Rafa Silva contabiliza 140 jogos e 39 golos pelas “águias”. Já foi chamado à seleção por diversas vezes e esteve, inclusive, no plantel que ganhou o Euro 2016 em França.