Ao longo dos últimos dias, Rui Vitória tem sido o centro das atenções, não só pelas más decisões no que toca aos jogos da equipa da Luz, como também pelas notícias sobre o Everton FC, equipa da primeira liga inglesa.

O descontentamento dos adeptos benfiquistas em relação ao treinador tem-se vindo a revelar ao longo da época. No último jogo da equipa para a Primeira Liga, com o Belenenses SAD, Rui Vitória chegou mesmo a ser assobiado e até lhe mostraram vários lenços brancos. É de referir que, se vencessem o jogo, ficariam isolados na liderança. O mesmo aconteceu com o AFC Ajax, no jogo que se realizou a meio da semana, onde o SL Benfica perdeu por um golo já nos descontos, o que dificulta a sua passagem para os oitavos de final da liga milionária.

No entanto, o plantel continua ao lado de Rui Vitória. Em relação ao jogo com  Os Belenenses SAD, o mais polémico pela revolta dos adeptos, o treinador encarnado diz que tiveram “oportunidades mais que suficientes para fazer golo” e que desde o início da partida procuraram marcar golo, mas que “a bola, quase que por magia, parecia que não passava da linha”. Frisa ainda que “a realidade é o que é” e que “há que assumir esta derrota” e “saber conviver com aquilo que é o insucesso”. Relativamente ao jogo com o AFC Ajax, Rui Vitória elogia os seus jogadores, dizendo que fizeram um bom trabalho e que o jogo se limitou a um “minuto cruel”.

Rui Vitória: “Há que assumir esta derrota e saber conviver com aquilo que é o insucesso.”
Fonte: SL Benfica

Outro assunto muito polémico é o telefonema de Luís Filipe Vieira para o empresário César Boaventura sobre a suposta venda do treinador da Luz ao Everton FC. O presidente do SL Benfica afirma que “não era minha intenção vender Rui Vitória” e clarifica que houve uma proposta do clube inglês onde o treinador benfiquista iria receber oito vezes mais, mas que este “queria continuar a treinar no Benfica”. A verdade é que o treinador dos encarnados conquistou seis títulos nos dois primeiros anos no clube, inclusive “lançou cerca de dez jogadores” da formação “na equipa principal”.

No que diz respeito à continuação do treinador na equipa das águias, Luís Filipe Vieira diz que “por mim fica até ao final do contrato”, pois acha que “é aquele que tem mais capacidade para liderar o projeto do Benfica”. Defende também o treinador dizendo que “há hoje uma grande injustiça em relação ao Rui Vitória” e que “não merece as críticas que lhe têm feito”. De acordo com o presidente do clube da Luz, “a estratégia do Benfica é ganhar com os talentos formados em casa”.

Rui Vitória fica então até ao final do contrato, em 2020, e fica em aberto se permanecerá no clube da Luz ou se chega a acordo com a presidência para uma possível saída.

Foto de Capa: SL Benfica

Artigo revisto por: Beatriz Silva

Comentários