logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

SL Benfica FC Arouca

SL Benfica 4-0 FC Arouca: Águia entra a todo o gás

 

A CRÓNICA: EXPULSÃO DEU O MOTE PARA A GOLEADA

O Estádio da Luz viu o pontapé de saída da 89.ª edição da I Liga, estando frente a frente duas equipas com objetivos bem distintos – o esperado, tendo em conta a diferença de 238 milhões de euros entre os plantéis do SL Benfica, à procura do seu 38.º título, e do FC Arouca, buscando garantir a sua sétima participação no campeonato.

As águias tiveram uma entrada forte e chegaram ao golo antes dos 10 minutos: triangulação perfeita entre João Mário, Rafa e Grimaldo, com o espanhol a cruzar para a cabeça de Gilberto, que atirou a contar.

O Arouca não foi abaixo e partiu para a luta. Jogava bem, com Moses forte na recuperação de bola, Arsénio era inteligente nos seus posicionamentos e Antony e Mújica foram setas apontadas à baliza de Vlachodimos. A defender, eram uma equipa organizada.

Depois, com o intervalo a aproximar-se, aconteceu futebol e tudo mudou em poucos minutos.

Primeiro, o Benfica chegou ao golo da tranquilidade, com muita sorte à mistura: Rafa fintou dois defesas, passou para Ramos, mas a bola desviou em Opoku e em Uri, aterrou em Ramos, que rematou à barra, e seguiu para a cabeça de Rafa, que só teve de encostar.

De seguida, um contra-ataque de Rafa foi travado em falta por Quaresma, que recebeu ordem de expulsão. O pesadelo do Arouca, no fim da 1.ª parte, culminou com o terceiro golo encarnado – um disparo de Enzo à entrada da área.

Na 2.ª parte, o Arouca limitou-se a esperar pelo adversário e apenas eventuais contra-ataques libertavam a equipa das amarras encarnadas.

O Benfica estava já a pensar no jogo com o FC Midtjylland, na próxima terça-feira. Roger Schmidt geriu a equipa e aproveitou para realizar cinco substituições.

Perto do final, Bah ainda mostrou serviço ao assistir Rafa que, na pequena área, fechou o resultado.

A FIGURA

Gilberto SL Benfica FC Arouca
Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

Gilberto O golo madrugador que marcou foi o mote para uma exibição muito competente. O canarinho apareceu muitas vezes desmarcado e conseguiu criar jogadas de perigo. A defender, não comprometeu e ainda bloqueou um remate de Mújica, que foi o mais perigoso do Arouca em todo o jogo.

O FORA DE JOGO

Quaresma FC Arouca Manuel Mota
Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

Quaresma – É inegável: a expulsão de Quaresma terminou com qualquer esperança que o Arouca ainda tivesse na partida, comprometendo a exibição satisfatória da sua equipa até então.

ANÁLISE TÁTICA – SL BENFICA

Partindo de um 4-4-2, Rafa juntava-se na frente a Gonçalo Ramos, com João Mário e Neres a partirem das alas para virem para dentro, abrindo os flancos aos laterais, Gilberto e Grimaldo.

O jogo da equipa partia do duplo-pivot Florentino e Enzo e tinha muita exploração das alas, tendo a equipa (antes da expulsão de Quaresma) dificuldades a jogar entrelinhas. Os contra-ataques, por seu lado, foram eficazes na construção de jogadas perigosas.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Vlachodimos (5)

Gilberto (7)

Otamendi (6)

Morato (6)

Grimaldo (6)

Florentino (6)

Enzo (7)

João Mário (5)

David Neres (6)

Rafa (7)

Gonçalo Ramos (5)

SUBS UTILIZADOS

Chiquinho (5)

Weigl (5)

Bah (6)

Henrique Araújo (5)

Yaremchuk (5)

 

ANÁLISE TÁTICA – FC AROUCA

O Arouca apresentou-se como uma equipa muito móvel no posicionamento dos seus jogadores. Chegou a atuar com uma linha defensiva composta por quatro, cinco e até seis jogadores (fruto dos apoios de Arsénio e de Antony). Ocasionalmente, conseguiu aplicar uma pressão alta eficaz.

Com bola, na 1ª parte, a equipa consegui-a circular através de Moses e Uri (os cérebros do meio-campo), com Arsénio e Antony a trocarem de posições (nos flancos) e de funções (quando um abria na ala, o outro vinha para dentro).

A jogar com menos um, Antony e Bukia procuravam o contra-ataque, com a equipa a defender sempre em bloco baixo.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Arruabarrena (4)

Tiago Esgaio (4)

Basso (4)

Opoku (5)

Quaresma (3)

Yaw Moses (6)

Uri (4)

Alan Ruiz (4)

Antony (6)

Arsénio (5)

Rafael Mújica (5)

SUBS UTILIZADOS

Bukia (5)

Milovanov (5)

Rafael Tavares (5)

Soro (5)

Bruno Marques (-)

 

BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

 

FC AROUCA

Bola na Rede: Na antevisão deste jogo, disse que o Arouca pretendia assimilar processos para aquilo que vai ser a época. Apesar da derrota, com 11 jogadores, o Arouca conseguiu pressionar o Benfica, recuperar e circular a bola, por isso, acha que, apesar do resultado, o Arouca deu um passo em frente na sua preparação para o resto da época?

Armando Evangelista: Sim, parece-me que num jogo de dificuldade elevada para o início de época, acaba por ser um batismo perfeito para grande parte destes jogadores que não conhecem a liga. Parece-me que, para ele sentirem a dificuldade que esta liga tem na qualidade, na agressividade, acaba por ser um teste que nos vai adaptar para isso mesmo, para sentir o pulso a esta liga.

SL BENFICA

Não foi possível colocar questões ao treinador do Benfica, Roger Schmidt.

Desde pequeno que o desporto faz parte da sua vida. Adora as táticas envolvidas no futebol europeu e americano e também é apaixonado por wrestling.

Desde pequeno que o desporto faz parte da sua vida. Adora as táticas envolvidas no futebol europeu e americano e também é apaixonado por wrestling.

FC PORTO vs CD TONDELA