Defesas Centrais

Sem necessidade de me alongar muito e por razões óbvias, Ferro e Rúben Dias iriam, com muita certeza, ser os titulares.

Jardel, pela necessidade de ter alguém no balneário com anos de casa e experiência, iria ocupar o terceiro posto, sendo que Pedro Álvaro ficaria para fechar este lugar, funcionando como uma ponte entre a equipa principal e a equipa B. Iria treinar regularmente com a equipa A e jogaria na equipa B ao fim de semana.

Na minha opinião, Conti seria emprestado ou vendido pois não deposito grande expetativa no argentino.

Por outro lado, Kalaica é um jogador que encaixava bem numa equipa de Primeira Liga, visto ter sido um elemento de destaque na segunda equipa.

Finalmente, escolheria também Gonçalo Loureiro para fazer dupla com Pedro Álvaro na segunda equipa.

Defesa Esquerdo

Anúncio Publicitário

Este talvez seja o setor mais fácil de definir em todo o plantel. Grimaldo a titular e Nuno Tavares para o suceder, após a mais provável última época do espanhol.

Nuno Tavares será, na minha opinião, uma das surpresas para 2019/2020
Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

Meio Campo

Para mim, Samaris seria indiscutível no meio campo a par de Florentino Luís. Embora Gabriel seja uma opção bastante válida, assumo que a minha preferência para o onze incide sobre o grego. Prefiro também ver nesta posição Taarabt e Chiquinho. Ambos têm sido testados em posições diferentes, mas é no meio campo que acredito que os jogadores têm uma maior rentabilidade.

Relativamente a Gedson, é um jogador pelo qual tenho bastante apreço mas como perdeu a pre-época, acho que um empréstimo seria bom para que possa vivenciar uma outra realidade e voltar mais forte no futuro. Tiago Dantas terá forçosamente de ganhar maior maturidade e experiência na equipa B.

Fejsa é um jogador já com alguma dificuldade visível em atingir um ritmo competitivo, que lhe permita discutir um lugar no plantel. Fruto do excesso de lesões, penso que a melhor opção seja a venda do sérvio.

Comentários

Artigo anteriorGelson Dala: fica ou vai?
Próximo artigoQuem quer ser jogador do FC Porto?
Desde tenra idade que o Francisco começou só a respirar futebol. Licenciado em Gestão do Desporto, descobriu o gosto de expressar as suas opiniões através da escrita. Considerado pelos que lhe são mais próximos como uma enciclopédia do futebol nacional, é o gosto pelo campeonato português aquele que mais se evidencia. Adepto fervoroso do SL Benfica, admite ficar bastante chateado quando não consegue ver um jogo.                                                                                                                                                 O Francisco escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.