Terceiro Anel

Escrevo este artigo com uma irritação imensa. Não por falta de vontade, já que me dá imenso prazer trabalhar para este site, mas porque, como benfiquista que sou, indigna-me o estado actual do meu clube.
O Benfica venceu no terreno do Estoril, não venceu? Sim, venceu. O Benfica venceu num terreno no qual o FC Porto escorregou, não venceu? Sim, venceu. Mas, caramba! O Benfica tem de jogar mais, os jogadores têm de correr mais, Jorge Jesus tem de fazer um retiro espiritual no Tibete, Luís Filipe Vieira tem de se assumir de uma vez por todas, o papel de Rui Costa no clube tem de ser definido!

Não é tolerável que o Estoril, equipa que merece todo o nosso respeito, acabe a partida de domingo passado com 10 pontapés de canto a favor, enquanto o Benfica nem uma vez ao quarto de círculo foi. Não é tolerável que o Benfica, com mais uma unidade em campo, acabe com a corda na garganta. Não é tolerável que o Benfica volte a sofrer um golo num lance de bola parada. Não é tolerável que o Benfica tenha tanta lesão muscular, nos primeiros meses da temporada!

Equipa grandiosa, assim? Há que ter bom senso. Portanto, e com muita pena minha, só por milagre se conseguirá alguma coisa, se as coisas seguirem por este rumo. Assim sendo, representantes do maior clube português, lembrem-se daquilo que representam para milhões e milhões de pessoas. São uns privilegiados, são seguidos por toda a gente, estão numa montra fantástica. Se for preciso, colem nas paredes dos balneários as recentes declarações de Jorge Nuno Pinto da Costa, gozando (que admiração!) com o Benfica. Não é possível que um plantel destes se deixe abater desta forma.

Infelizmente, tive de aguentar os anos negros durante os quais o Benfica se arrastava. Homens como Manuel Damásio e o outro senhor que actualmente auxilia o padre na prisão da Carregueira quase acabaram com o clube! Depois disso, o Benfica reergueu-se e passou a dispor de condições ímpares para o sucesso no futebol português. Por tudo isso, mostrem por que razão fazem parte do Sport Lisboa e Benfica.

Até porque, neste momento, vejo antes um “Sport Lisboa e Benfiquinha”, equipa que luta por um lugar na Europa, e que não conseguirá mais do que assistências à volta dos 25 mil espectadores na Luz.

Comentários