Chegou, viu e venceu. Contratado ao AS Mónaco por 17 milhões de euros, Carlos Vinícius tem sido uma das grandes revelações do Benfica 2019/2020. O carioca já é uma peça preponderante na manobra ofensiva dos encarnados, sendo que parece ter agarrado, em definitivo, um lugar no onze titular de Bruno Lage.

Possante, móvel e um finalizador nato. Serão estas as palavras que, porventura, melhor descrevem Carlos Vinícius. O ponta de lança brasileiro tem aproveitado ao máximo as oportunidades dadas por Bruno Lage, sendo a sua exibição de ontem contra o Boavista FC o expoente máximo do excelente momento de forma que atravessa. O avançado de 24 anos voltou a bisar e ainda assistiu, na vitória por 4-1 sobre os axadrezados.

O camisola ’95’ soma 13 golos em 18 partidas oficiais – nove golos na Primeira Liga, um na Liga dos Campeões e três na Taça de Portugal -, sendo que grande parte destes golos foram obtidos com a presença de Chiquinho em campo.

Vinícius “fez a pose” pela 13ª vez esta temporada
Fonte: SL Benfica

De resto, o técnico das “águias” tem apostado na dupla Vinícius-Chiquinho para o ataque dos encarnados. A parceria tem dado frutos, com o médio ofensivo a aparecer entre linhas adversárias, camuflando algumas dificuldades que Vinícius tem nesse aspeto do jogo, permitindo ao mesmo procurar as costas das defesas adversárias, onde a sua capacidade técnico-tática o diferencia dos restantes avançados do clube da Luz.

Carlos Vinícius distingue-se dos seus companheiros de posição pela frieza que apresenta em frente à baliza – de lembrar que o carioca tem mais golos do que Seferovic e Raúl e Tomás juntos -, pelo que se perspetiva uma época repleta de golos para o camisola ’95’.

Foto de capa: SL Benfica

Comentários