Anterior1 de 2Próximo

A caderneta de cromos do campeonato nacional de futebol é uma tradição antiga para muitas famílias, dos mais novos aos mais velhos. A coleção deste ano foi hoje apresentada e o Bola na Rede esteve lá.

Numa apresentação bem composta, Luis Torrent – Diretor da Panini para a Península Ibérica -, Joaquim Evangelista -Presidente do Sindicato dos Jogadores -, Pedro Henriques e Nuno Gomes foram quem apresentou a Futebol 2018-19, que vai para as bancas na próxima sexta feira, dia 28.

A coleção tem muitas semelhanças com a edição do ano passado. Sendo composta por 422 cromos, vários deles especiais. Cada equipa tem 17 jogadores e é a Panini que faz a escolha dos jogadores que estão presentes, sendo que desde a época passado os clubes ajudam a editora nesta tarefa.

A capa da edição deste ano da coleção
Fonte: Rodrigo Fernandes/Bola na Rede

A importância que estas coleções têm em Portugal é mostrada pelos mais de mil milhões de cromos vendidos em Portugal, só de futebol – campeonato, europeus e mundiais – desde 1992/1993, ano da primeira coleção de cromos do campeonato feita pela Panini. Torrent revelou ainda que uma coleção do mundial vende muito mais em Portugal do que em Espanha.

A febre dos cromos está de volta e promete aquecer os intervalos nas escolas em busca de algum cromo mais difícil.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários